sexta-feira, 30 de maio de 2014

Educadores participam de oficina de arte
Iniciativa permitiu a reflexão sobre a arte contemporânea, a função dos museus e a importância do professor como mediador.

Foto: Divulgação / FCB
11º Salão Elke Hering - Mostra Nacional Contemporânea de Artes Visuais, promoveu nos dias 27 e 28 de maio a Oficina Arte e Educação, ministrada pela professora Letícia Terezinha Coneglian Mognol. A iniciativa da Fundação Cultural de Blumenau contou com o apoio institucional do Funcultural, Secretaria do Estado de Turismo, Cultura e Esporte e governo do Estado. Participaram educadores de Blumenau, Gaspar, Indaial e Jaraguá do Sul.
A oficina permitiu a reflexão sobre a arte contemporânea, a função dos museus, a importância dos salões de arte e do professor como mediador no momento em que passa a identificar, indagar, criticar e criar a partir das produções da cultura visual. “A roda de conversa estabelecida para avaliação evidenciou o quanto os participantes estavam sensibilizados em relação às experiências poéticas e estéticas como instrumentos de formação e transformação”, comenta Mia Ávila, gerente do Museu de Arte de Blumenau (MAB). “O grupo sabe da importância de assumir uma proposta educativa em arte como um processo gradual e contínuo de aprendizagem da linguagem visual, bem como as possibilidades de ensino da arte em espaços de educação não formais: os museus”, explica.

Salão
A professora Letícia Mognol possui mestrado em Educação pela Universidade do Vale do Itajaí (Univali/2005), especialização em Administração de Centros Culturais pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (Unirio/1992) e em Coleta e Tratamento Científico de Informações pelo Instituto Paranaense de Desenvolvimento Econômico (Ipardes/1981). No seu currículo, também relaciona graduação em Artes Plásticas pela Faculdade de Educação Musical do Paraná (1981) e em Educação Artística pela Universidade Federal do Paraná (UFPR/1979). Foi professora colaboradora da Universidade do Oeste de Santa Catarina (Unoesc/1993 a 2000) e na Universidade da Região de Joinville (Univille/2000 a 2011). Em 2009 e 2010, foi coordenadora da Escola de Artes Fritz Alt - Fundação Cultural de Joinville. Tem experiência na área de Artes, atuando principalmente nos seguintes temas: arte, arte na educação e educação patrimonial.
O 11º Salão Elke Hering - Mostra Nacional Contemporânea de Artes Visuais permanece no Museu de Arte de Blumenau até 21 de julho. O público pode visitar as obras de terça-feira a domingo, das 10h às 16h. A entrada é gratuita.


Assessor de Comunicação: Sérgio Antonello 




quinta-feira, 22 de maio de 2014

MAB promove oficina para educadores

O Museu de Arte de Blumenau (MAB), em continuidade à programação estabelecida para o 11º Salão Elke Hering - Mostra Nacional Contemporânea de Artes Visuais, promoverá nos dias 27 e 28 de maio a oficina Arte/Educação. Como o número de vagas é limitado, o MAB receberá as pré-inscrições no período de 19 a 22 de maio. A ficha de inscrição pode ser solicitada pelo e-mailgerenciamab@fcblu.com.br e a confirmação será feita pela Fundação Cultural de Blumenau a partir do dia 23 de maio.
A oficina que será ministrada por Letícia Terezinha Coneglian Mognol tem como proposta fornecer subsídios ao educador através de reflexões teóricas e conceituais sobre a arte contemporânea e museus. Estará em pauta a importância dos salões no contexto dos museus de arte e a análise crítica das obras selecionadas. Esse procedimento facilita o desenvolvimento de um potencial perceptivo, ampliando o repertório crítico, para posterior construção de um material didático para uso em sala de aula, favorecendo para que as visitas à exposição aconteçam de forma filosófica, conceitual e com fundamentação teórica.
Letícia Terezinha tem Mestrado em Educação pela Universidade do Vale do Itajaí (Univali/2005) e especialização em Administração de Centros Culturais pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (Unirio/1992). Possui especialização em Coleta e Tratamento Científico de Informações pelo Instituto Paranaense de Desenvolvimento Econômico (Ipardes/1981) E gaduação em Artes Plásticas pela Faculdade de Educação Musical do Paraná (1981). É graduada em Educação Artística pela Universidade Federal do Paraná (UFPR/1979) e foi professora colaboradora da Universidade do Oeste de Santa Catarina (Unoesc/1993 a 2000), Universidade da Região de Joinville (Univille/2000 a 2011) e coordenadora da Escola de Artes Fritz Alt - Fundação Cultural de Joinville (2009 e 2010). Tem experiência na área de Artes, atuando principalmente nos seguintes temas: arte, arte na educação e educação patrimonial.

Saiba mais
Oficina: Arte/Educação - 11º Salão Elke Hering – Mostra Nacional Contemporânea de Artes Visuais
Quando: de 27 e 28 de maio, das 8h às 12h e das 14h às 18h
Carga horária: 12 horas/aula  - com certificação
Público alvo: educadores
Local: Fundação Cultural de Blumenau - Espaço Alternativo
Pré-inscrição: de 19 a 23 de maio através da Ficha de Pré- inscrição encaminhadas para o e.mail: gerenciamab@fcblu.com.br
Maiores informações pelo telefone (47) 3381-6176


Assessor de Comunicação: Sérgio Antonello 


Salão Elke Hering abre as portas em noite de gala

Artistas e simpatizantes da arte prestigiaram a noite de abertura do 11º Salão Elke Hering – Mostra Nacional Contemporânea de Artes Visuais. Música, coquetel e conversa com os artistas deram o toque especial ao evento que foi muito prestigiado pelo público que compareceu à Fundação Cultural na noite de quinta-feira, dia 15 de maio. A mostra pode ser visitada até 21 de julho, de terça-feira a domingo, das 10h às 16h, no Museu de Arte de Blumenau (MAB). A entrada é franca.

Durante a solenidade, a organização do evento divulgou os nomes dos artistas que tiveram obras classificadas nos três primeiros lugares: 1º colocado, Andrey Zigannatto, Jundiaí (SP); 2º colocado, Priscila dos Anjos, Joinville (SC); 3º colocado, Charles Steuck e Aline Assumpção, Blumenau (SC). Neste ano, a promoção recebeu 299 inscrições de todas as regiões do país, dos 26 estados e Distrito Federal. As propostas apresentadas foram selecionadas por comissão composta pelos profissionais especializados.

O artista de Criciúma Janor Vasconcelos, de 51 anos, gostou muito da festa de abertura. Esta é a segunda vez que participa do Salão blumenauense, o qual acha interessante pelo envolvimento do público com os artistas. “As pessoas demonstram interesse em saber a história de cada trabalho. E isso é estimulante”, comenta. “O nível das obras está cada vez mais elevado, há uma evolução, os artistas estão aprimorando a qualidade, a beleza e a mensagem que querem passar”, admite.

O trabalho de Janor é resultante de suas jornadas pelas ferrovias do Sul do Estado. Em uma pequena vitrine, ele colocou pregos amassados por rodas dos trens dispostos como se fosse um pequeno trilho. “Deixo 30 pregos novos nos trilhos e depois vou buscar. Eles são amassados e lapidados pelas rodas”, explica.

O 11° Salão Elke Hering também superou as expectativas da cearense Lidiane Macedo, de Fortaleza. “Ao tecer um percurso no museu, tive a oportunidade de apreciar cada obra e sentir os impactos das criações expostas”, observa a visitante formada em Comunicação. “Na cerimônia de abertura do salão, duas experiências merecem destaque; a primeira corresponde às falas dos artistas diante de suas obras (rico momento de aproximação) e a valorização de cada trabalho marcando presença na cidade de Blumenau em um evento nacional”, resume.

O artista Romeu Bessa, de Belo Horizonte (MG), teve um dos trabalhos selecionados. “Agradeço pelo cuidado com que pensaram a montagem e pela acolhida com que me receberam”, disse em comunicado enviado à gerente do MAB, Mia Ávila. “A seleção dos meus trabalhos veio num momento particularmente importante para mim. Retomei meu trabalho no estúdio no início de 2012 depois de vários anos trabalhando em questões teóricas e tecnológicas relacionadas à criação de novas condições para a pintura. O olhar de vocês ao meu trabalho, a escolha deles entre tantas outras possibilidades apresentadas por outros artistas, foi uma validação externa às propostas que estou desenvolvendo”, comemora.

Romeu afirma que o trabalho no estúdio é geralmente um tanto solitário. Por isso esse reconhecimento externo é tão importante. “Afinal de contas, toda obra de arte é dirigida a um encontro de sensibilidades que esperamos encontrar, mas nunca temos certeza de encontrar. Obrigado por proporcionarem um desses encontros”, conclui.

Interesse nacional
O Salão Elke Hering é uma realização da prefeitura de Blumenau e da Fundação Cultural de Blumenau, com o apoio institucional do Funcultural e do governo do Estado de Santa Catarina. Esta edição conta com os trabalhos dos seguintes artistas: Andréa Brown, do Rio de Janeiro (RJ); Andrea Eichenberger, de Florianópolis (SC); Andrey Zignnatto, de Jundiaí (SP); Cecília Bona, de Brasília (DF); Charles Steuck, de Blumenau (RS); Aline Assumpção, de Curitiba (PR); Cyntia Werner, de Joinville (SC); Denise Dubiella, de Brusque (SC); Diego de Los Campos, do Uruguai; Janaina Schwambach, de São Miguel do Oeste (SC); Jane Bruggemann, de Mondaí (SC); Janor Vasconcelos, de Criciúma (SC); Javier Di Benedictis, de Buenos Aires, Argentina; Keytielle Mendonça, de Frutal (MG); Marcelo Rebelo de Souza, de Blumenau; Marlene da Silveira – Imamaiah, de Witmarsum (SC); Priscila dos Anjos, de Joinville (SC); Raul Leal, de Miracema (RJ); Rogério Negrão, Tejupá (SP); Romeu Bessa, de Belo Horizonte (MG); e Tales Sabará, de Congonhas (MG).

Classificação das obras:
1º colocado, Andrey Zigannatto, Jundiaí (SP)
Natural de Jundiaí – São Paulo, onde reside. Trabalha em São Paulo. Artista autodidata, participou de diversos cursos e oficinas pela Associação dos Artistas Plásticos de Jundiaí. É presidente fundador da Associação Cultural Menorah. Idealizador do Circuito de Artes Visuais de Jundiaí; Futuro – Salão Nacional de Artes Visuais – Arte Contemporânea e Novas Tecnologias; e Movimenta – Festival Nacional de Dança Contemporânea. Participou de exposições individuais e coletivas entre elas o 45º Salão Nacional de Arte Contemporânea de Piracicaba (SP); 4º Salão Nacional de Cerâmica – Curitiba (PR), 13º Salão Nacional de Artes de Itajaí (SC), 12º Salão Latino Americano - Museu de Arte de Santa Maria (RS); e 11ª Bienal do Recôncavo Baiano – São Felix (BA).

2º colocado, Priscila dos Anjos, Joinville (SC)
Natural de Joinville (SC), onde reside e trabalha, é formada em Artes Visuais com especialização em História da Arte no Brasil. Participa de exposições individuais, coletivas e salões, entre eles o VIII Salão Municipal dos Novos – Joinville (SC)/1997 e 1999; o I Salão dos Novos em Blumenau (SC)/2002; o 10º Salão de Itajaí (SC)/2005; o 10º Salão Victor Meirelles – Florianópolis (SC)/2008; e o 12º Salão de Artes de Itajaí (SC)/2010.

3º colocado, Charles Steuck e Aline Assumpção, Blumenau (SC)
Charles Steuck é natural de Blumenau, onde reside e trabalha. Formado em licenciatura de Artes na Universidade Regional de Blumenau (Furb). Realizou oito exposições individuais e 31 coletivas. Aceitações e premiações no II Circuito Sul Brasileiro de Arte Fotográfica; no 49º Salão Internacional de Arte Fotográfica de Jaú; 1º Lugar no 9º Salão Elke Hering Mostra Nacional Contemporânea de Artes Visuais; 3º Lugar no Salão dos Novos de Blumenau, Salão dos Novos de Joinville 2003 e na 25ª Bienal Brasileira de Arte Fotográfica. Atualmente é professor de fotografia e coordenador pedagógico do Ponto de Cultura Fotografia Para Todos. Aline Assumpção é natural de Curitiba (PR). Reside e trabalha em Blumenau. Bacharel em Comunicação Social, habilitada em Jornalismo pela UFPR e Especialista em Publicidade e Propaganda pela Furb. É sócia-gerente da Liquidificador Comunicação e Arte e Diretora Editorial. Participou de várias exposições e projetos curatoriais. Em co-autoria com Charles Steuck obteve o 1º lugar na 9ª Edição do Salão Elke Hering Mostra Nacional Contemporânea de Artes Visuais e teve uma obra individual aceita.

Assessor de Comunicação: Sérgio Antonello


domingo, 11 de maio de 2014

11ª Salão Elke Hering

 A 11ª. Edição do Salão Elke Hering - Mostra Nacional Contemporânea de Artes Visuais, será aberta ao público quinta-feira, dia 15 de maio. Às 19h, artistas e curadores iniciarão conversa sobre a mostra e às 20h haverá a abertura oficial do evento, quando serão divulgados os artistas que terão suas obras classificadas nos 1º, 2º e 3º lugares. O evento é uma realização da prefeitura de Blumenau e da Fundação Cultural de Blumenau, com o apoio institucional do Funcultural e do governo do Estado de Santa Catarina. A entrada é franca.