sexta-feira, 22 de agosto de 2014

GRAFITE ATRAI ESTUDANTES AO MUSEU DE ARTE
O Museu de Arte de Blumenau (MAB) recebeu na manhã de quinta-feira, dia 21 de agosto, a visita de 48 alunos do Centro Educacional Nossa Senhora de Fátima, de Pomerode. O grupo esteve acompanhado pela professora e artista plástica Alba Regina Horvath de Lima, pela professora Juliana M. da Silva e pelas Irmãs Aurora Tenfen, Adriana A.Willemann e B.Jurk.
Os alunos foram recepcionados no Espaço Elfy Eggert, onde receberam informações sobre a Fundação Cultural de Blumenau e MAB. Também acompanharam explanações sobre a importância de cuidar do patrimônio histórico e cultural da cidade. Para falar sobre grafite e pichação, a gerente do MAB Mia Ávila convidou o grafiteiro Quiko Nuts, que explicou o que é Arte Urbana, Grafite e Pichação. O artista ilustrou seus conceitos com a visitação ao Trailer Móvel da FCB que tem obras dos irmãos grafiteiros Alexandre Chamba e Joba Borges.
A professora Alba Regina H.de Lima ficou satisfeita com o resultado da visita às exposições e com a possibilidade dos alunos conhecerem um pouco da arte urbana, através do grafite, e da diferenciação entre grafitagem e pichação.










quarta-feira, 20 de agosto de 2014

MAB recebe visitantes do Caps
Profissionais que atuam no Centro de Atenção Psicossocial, Álcool e Drogas e usuários dos serviços percorreram as exposições da FCB.

Foto: Divulgação / FCB
A tarde de terça-feira, 19 de agosto, foi bem movimentada nas salas expositivas do Museu de Arte de Blumenau (MAB). O roteiro cultural atendeu 25 usuários do Centro de Atenção Psicossocial, Álcool e Drogas (CAPSad), acompanhados pelas  profissionais Andréa Poerner Deschamps, Joana Carlota da Silva e Sara Boege Pickler. O grupo teve oportunidade de visitar as exposições Metametria ou Meta-metria, de Fernando Quitério, Pulsar da Vida, de Ilca Barcellos, e Desenho Pintura, de Kelly Kreis, na Sala Alberto Luz, Matéria Efêmera, das artistas de Brasília, Herminia Metzler, Marcia Mazzoni e Rosilene Horta, na Sala Oficial, e “noscasulos”, de Maria Carmen von Linsingen, na Sala Especial, onde assistiram ao vídeo com o passo a passo da construção das obras e puderam ter experiência tátil, ao tocar os casulos.
Conhecer os espaços culturais da Fundação Cultural de Blumenau, as atividades e eventos que estão disponíveis e despertou nos participantes o desejo de voltar para participar dos demais eventos promovidos. Os coordenadores do programa demonstram interesse em agendar novas atividades culturais em períodos vespertinos.
Após a visita ao MAB, o grupo foi ao Cemitério dos Gatos e ao Museu da Família Colonial. Joana Carlota da Silva e Sara Boege Pickler, acadêmicas de Psicologia, que atuam no CAPSad, através do Projeto Propet (do Ministério da Saúde junto com a Furb)  agradeceram a atenção e carinho com que foram tratados, dizendo que todos se sentiram em casa, adoraram o passeio e pretendem seguir a programação de eventos da FCB para agendar novas visitas.
As exposições permanecem no MAB até 21 de setembro e as visitas podem ser feitas de terça-feira a domingo, das 10h às 16h. Visitas mediadas e atendimento em horários diferenciados podem ser agendados pelo telefone (47) 3381-6176.

Assessor de Comunicação: Sérgio Antonello

sexta-feira, 15 de agosto de 2014

CENTRO TERAPÊUTICO VIDA VISITA GALERIAS DO MAB

Um roteiro de visitação bem descontraído, com muita observação e conversa, foi o resultado da passagem de nove integrantes do Centro Terapêutico Vida pelo Museu de Arte de Blumenau (MAB). A visita na tarde de quinta-feira, dia 14 de agosto, começou pela Galeria do Papel onde puderam conhecer os trabalhos do artista Fernando Quitério. Na seqüência, foi visitada a Sala Alberto Luz que leva as exposições Pulsar da Vida de Ilca Barcellos e Desenho Pintura, de Kelly Kreis Taglieber. Na sala Elke Hering, o grupo conheceu a exposição Des Ciels, de Lorena Acin, e na Sala Oficial Matéria Efêmera, das artistas de Brasília Herminia Metzler, Marcia Mazzoni e Rosilene Horta.
Na sala Especial, assistiram ao vídeo com o passo-a-passo da construção das obras da exposição “noscasulos”, de Maria Carmen von Linsingen. Os visitantes puderam ter experiência tátil ao tocar os casulos. “A coordenadora que acompanhava o grupo ficou surpresa com o interesse e motivação demonstrado pelos visitantes, a leitura de imagem que fizeram, as questões levantadas”, comenta Mia Ávila, gerente do MAB.Foto: CENTRO TERAPÊUTICO VIDA VISITA GALERIAS DO MAB

Um roteiro de visitação bem descontraído, com muita observação e conversa, foi o resultado da passagem de nove integrantes do Centro Terapêutico Vida pelo Museu de Arte de Blumenau (MAB). A visita na tarde de quinta-feira, dia 14 de agosto, começou pela Galeria do Papel onde puderam conhecer os trabalhos do artista Fernando Quitério. Na seqüência, foi visitada a Sala Alberto Luz que leva as exposições Pulsar da Vida de Ilca Barcellos e Desenho Pintura, de Kelly Kreis Taglieber. Na sala Elke Hering, o grupo conheceu a exposição Des Ciels, de Lorena Acin, e na Sala Oficial Matéria Efêmera, das artistas de Brasília Herminia Metzler, Marcia Mazzoni e Rosilene Horta. 

Na sala Especial, assistiram ao vídeo com o passo-a-passo da construção das obras da exposição “noscasulos”, de Maria Carmen von Linsingen. Os visitantes puderam ter experiência tátil ao tocar os casulos. “A coordenadora que acompanhava o grupo ficou surpresa com o interesse e motivação demonstrado pelos visitantes, a leitura de imagem que fizeram, as questões levantadas”, comenta Mia Ávila, gerente do MAB.
GRAFITE VALORIZA PATRIMÔNIO HISTÓRICO
De Fundação Cultural de Blumenau

A proposta de intervenção na parede lateral esquerda da edificação do Museu de Hábitos e Costumes (MHC) de autoria dos irmãos grafiteiros Alexandre Chamba e Joba Borges já está em andamento. Quem passar pela Rua XV de Novembro, número 25, já poderá conferir e apreciar o inicío da obra, que tem por objetivo valorizar o patrimônio público mediante manifestação artística.

Os irmãos Joba Borges e Alexandre Chamba nasceram na cidade de Blumenau e desenham desde a infância. Chamba trabalhou como estagiário no Jornal de Santa Catarina, onde produziu cartuns e charges. Morou em São Paulo e no Rio de Janeiro, onde conheceu a pichação. Foi lá que aprimorou seus desenhos através da Grafitagem, que se distingue da pichação por ser um ato artístico e legalizado.

De volta a Blumenau há mais de 10 anos, o artista do grafite trabalhou com assistência voluntária a menores infratores, utilizando sua arte como inclusão social. Hoje, Chamba possui sua própria empresa de Grafitagem, chamada "Mundo dos Sonhos" e trabalha ministrando cursos e oficinas em escolas da cidade de Blumenau.













quarta-feira, 6 de agosto de 2014

ARTISTA PLÁSTICA ARGENTINA EXPÕE NO MAB

A artista plástica e gravurista argentina radicada na França Lorena Acin é outra atração da 3ª Temporada de Exposições que abre nesta quinta-feira, dia 7 de agosto, no Museu de Arte de Blumenau (MAB).... A programação começa às 19h na Fundação Cultural (Rua XV de Novembro, 161, Centro) com a conversa com artistas. Professores, arte-educadores, coordenadores pedagógicos, artistas, alunos de arte e comunidade em geral estão convidados a participar dessa roda cultural. A noite ainda reserva o lançamento de livros e apresentação da Banda Municipal. A entrada é gratuita.

As obras que Lorena apresenta nesta exposição integram uma busca, uma caminhada que iniciou em 2012. “O suporte das obras, o papel japonês wentsu, permite na sua transparência o surgimento de sequências de céus infinitos e sugestões de reflexos em constante transformação, as manifestações espontâneas da tinta, o resultado em cores e texturas que procuro”, comenta. “A gravura com suas técnicas de experimentação permitem-me criar em liberdade como uma verdadeira expressão vital.”

Leia mais: http://www.blumenau.sc.gov.br/secretarias/fundacao-cultural
Ver mais
Foto: ARTISTA PLÁSTICA ARGENTINA EXPÕE NO MAB

A artista plástica e gravurista argentina radicada na França Lorena Acin é outra atração da 3ª Temporada de Exposições que abre nesta quinta-feira, dia 7 de agosto, no Museu de Arte de Blumenau (MAB). A programação começa às 19h na Fundação Cultural (Rua XV de Novembro, 161, Centro) com a conversa com artistas. Professores, arte-educadores, coordenadores pedagógicos, artistas, alunos de arte e comunidade em geral estão convidados a participar dessa roda cultural. A noite ainda reserva o lançamento de livros e apresentação da Banda Municipal. A entrada é gratuita. 

As obras que Lorena apresenta nesta exposição integram uma busca, uma caminhada que iniciou em 2012. “O suporte das obras, o papel japonês wentsu, permite na sua transparência o surgimento de sequências de céus infinitos e sugestões de reflexos em constante transformação, as manifestações espontâneas da tinta, o resultado em cores e texturas que procuro”, comenta. “A gravura com suas técnicas de experimentação permitem-me criar em liberdade como uma verdadeira expressão vital.”

Leia mais: http://www.blumenau.sc.gov.br/secretarias/fundacao-cultural

 
OPORTUNIDADE: OFICINA DE ESTÊNCIL

Estão abertas as inscrições para a oficina de estêncil (do inglês stencil) que está programada para os dias 13 e 14 de agosto, na Fundação Cultural de Blumenau. As vagas são limitadas a 10 e as reservas podem ser viabilizadas pelo e-mail gomaideias@hotmail.com. As aulas serão coordenadas pelo grafiteiro Ivaldir Zonta Jr, conhecido por Quiko Nuts, em contrapartida à aprovação de seu projeto pelo Fundo Municipal de Apoio à Cultura. A oficina é gratuita e o material está incluso.
Foto: OPORTUNIDADE: OFICINA DE ESTÊNCIL

Estão abertas as inscrições para a oficina de estêncil (do inglês stencil) que está programada para os dias 13 e 14 de agosto, na Fundação Cultural de Blumenau. As vagas são limitadas a 10 e as reservas podem ser viabilizadas pelo e-mail gomaideias@hotmail.com. As aulas serão coordenadas pelo grafiteiro Ivaldir Zonta Jr, conhecido por Quiko Nuts, em contrapartida à aprovação de seu projeto pelo Fundo Municipal de Apoio à Cultura. A oficina é gratuita e o material está incluso.
Matéria Efêmera uma das exposições da 3a.Temporada do MAB, com abertura no dia 7 de agosto. Vale a pena conferir.
As artistas brasilienses Hermínia Metzler, Márcia Mazzoni e Rosilene Horta dão os últimos retoques nos trabalhos que farão parte da 3ª Temporada de Exposições no Museu de Arte de Blumenau (MAB). A abertura será às 19h desta quinta-feira, dia 7 de agosto, na Fundação Cultural de Blumenau. A entrada é franca e a programação contempla conversa com artistas, apresentação da Banda Municipal de Blumenau e visita às exposições.
Os trabalhos desse trio de artistas podem ser vistos na Sala Oficial do MAB, no primeiro piso. Matéria Efêmera é uma produção de rara beleza cuidadosamente espalhada pela sala. São obras criadas pelas irmãs de sangue da arte povera (movimento artístico italiano que se desenvolveu na segunda metade da década de 1960). Seus adeptos usavam materiais de pintura não convencionais (terra, madeira e trapos), eliminando quaisquer barreiras entre a arte do dia-a-dia das pessoas. Ao se apropriarem de elementos descartáveis e inutilizados do uso cotidiano, como plástico, garrafas Pet, arames etc., as artistas recriam um universo poético de grande potência lírica com uma inquestionável genuinidade.

As exposições ficam abertas à visitação de 7 de agosto a 21 de setembro, de terça-feira à domingo, das 10h às 16h. Agendamentos de visitas podem ser feitos pelo telefone (47) 3381-6176.

A Sala Especial do Museu de Arte de Blumenau, localizada no piso térreo da Fundação Cultural (Rua XV de Novembro, 161, Centro), apresenta "noscasulos", de Maria Carmen von Linsingen. Esta é outra das inúmeras atrações preparadas para a 3ª Temporada de Exposições que abre ao público em clima de festa às 19h desta quinta-feira, dia 7 de agosto. A entrada é franca e a programação contempla conversa com artistas, apresentação da Banda Municipal de Blumenau e visita às exposições.
O grande casulo doador, ferido pelas cores, liberta de suas entranhas o sumo colorido para a criação de seu entorno... tantos outros casulos, deleitam-se sobre manta de aspecto orgânico, resultado pleno de alquimia. Os casulos que nela se sustentam, remetem ao interno mais profundo do ser, acalentado pela vivência das cores. Em seu interior, uma proposta para o livre arbítrio, onde o toque promove sensações, estimulando as cegueiras, quiçá instigadas a celebrar a arte.

As exposições ficam abertas à visitação até 21 de setembro, de terça-feira à domingo, das 10h às 16h. Agendamentos de visitas podem ser feitos pelo telefone (47) 3381-6176.
MAB ABRE NESTA QUINTA A 3ª TEMPORADA DE EXPOSIÇÕES
O Projeto "Metametria", de Fernando Quitério, é outra atração da 3ª Temporada de Exposições no Museu de Arte de Blumenau (MAB), que será aberta nesta quinta-feira, dia 7 de agosto, na Fundação Cultural (Rua XV de Novembro, 161). O trabalho do artista investiga a percepção sobre as formas geométricas, fazendo uso da metalinguagem e dos princípios da Gestalt para subverter a maneira que o público observa e assimila a geometria presente no cotidiano. A mostra é composta de 10 desenhos em Nanquim e vai ser exposta na Galeria do Papel do MAB.
A festa será animada pela Banda Municipal que irá interpretar canções que fizeram parte do repertório do show de aniversário dos 52 anos, comemorados dia 31 de julho no Teatro Carlos Gomes. A programação começa às 19h com a conversa com artistas. Professores, arte-educadores, coordenadores pedagógicos, artistas, alunos de arte e comunidade em geral estão convidados a participar.
Até 21 de setembro, de terça-feira a domingo, das 10h às 16h, o público poderá apreciar as demais exposições montadas no local: "Matéria Efêmera", de Hermínia Metzler, Marcia Mazzoni e Rosilene Horta; "noscasulos", de Maria Carmen von Linsingen; "Pulsar da Vida", de Ilca Barcellos; "Desenho-Pintura (Linhas-Pensamentos)", de Kelly Kreis Taglieber; "Des Ciels", de Lorena Acin; e "Metametria ou Meta-metria", de Fernando Quitério. A noite contará ainda com o lançamento dos Livros AMA/DOR/A, de Diedra Roiz, Sono, de Luiz Bogo, e "Pantanal - Os Quatro Elementos", de Dario Beduschi. Agendamentos de visitas podem ser feitos pelo telefone (47) 3381-6176.

MAB abre 3ª Temporada de Exposições
Solenidade festiva na noite desta quinta-feira terá na programação lançamento de livro, músicas e a tradicional conversa com artistas.

Foto: Divulgação
A prefeitura de Blumenau e a Fundação Cultural abrem nesta quinta-feira, dia 7 de agosto, a 3ª Temporada de Exposições no Museu de Arte de Blumenau (MAB). A programação começa às 19h com a tradicional conversa com os artistas. Participam da roda professores, arte-educadores, coordenadores pedagógicos, artistas, alunos de arte e comunidade. A atração musical será a Banda Municipal de Blumenau, que apresentará parte do repertório do show dos 52 anos que contagiou o público que esteve dia 30 de agosto no Teatro Carlos Gomes.
A mostra reúne as obras "Matéria Efêmera", de Hermínia Metzler, Marcia Mazzoni e Rosilene Horta, "noscasulos", de Maria Carmen von Linsingen, "Pulsar da Vida", de Ilca Barcellos, "Desenho-Pintura (Linhas-Pensamentos)", de Kelly Kreis Taglieber, "Des Ciels", de Lorena Acin, e "Metametria ou Meta-metria", de Fernando Quitério. A noite contará ainda com o lançamento dos Livros AMA/DOR/A, de Diedra Roiz, Sono, de Luiz Bogo, e "Pantanal - Os Quatro Elementos", de Dario Beduschi. As exposições ficam abertas à visitação até 21 de setembro, de terça-feira a domingo, das 10h às 16h. Agendamentos podem ser feitos pelo telefone (47) 3381-6176. A entrada é franca.

Livros
Na noite cultural, a escritora Diedra Roiz lança AMA/DOR/A, um livro composto por 39 poesias que dá voz e visibilidade a uma realidade que ainda é minoria na produção literária: a da mulher como protagonista, narradora, sujeito, desejante, portadora da voz, do ponto de vista e do discurso. A apresentação do livro, escrita por Terezinha Manczak, o define como "uma poética que trata de amor (es) urbanos, vividos, moldados na experiência e nas buscas de uma mulher que sabe o que quer. Percebe-se em AMA/DOR/A de Diedra, não a repetida variação sobre o mesmo tema, mas uma unidade - onde o fio condutor de toda a obra não é outra coisa senão a paixão. Ao invés de se ocupar em cortar palavras, Diedra se dispõe a cortar a própria carne em oferenda, sem medo de sangrar até sentir-se dominada. Os rasgos não são traços da loucura de palavras vazias - sem sentido - tudo faz sentido, a partir do momento em que a autora diz sem pudores, tudo o que deseja e espera do amor."
Já no Livro Sono, Luís Bogo é filosoficamente despretensioso, mas ao mesmo tempo provocativo, pois faz alguns questionamentos existenciais a partir de constatações cotidianas, partindo de impressões ligeiras para reflexões um tanto mais profundas. Ainda de acordo com o autor, "a poesia tem a capacidade de aguçar a espiritualidade das pessoas através do belo, mas também através do inusitado, de episódios menos aprazíveis e prazerosos que, igualmente, deixam marcas nos corpos e nas almas”. Enfim, comenta, que ao desenrolar o tecido da existência, as pessoas percebem que, no fundo, restará apenas a estampa do que foi poético de uma forma ou de outra.
Em Pantanal - Os Quatro Elementos, de Dario Beduschi, as emoções são fortes e envolventes. São, definitivamente, explícitas nas palavras do autor. O contexto é fabuloso. Há o retrato das mais belas paisagens, a pesca rica e abundante nas águas dos rios do Mato Grosso do Sul, o que revela uma empatia àqueles lugares e fortemente vem os empreendimentos, o profissionalismo, a fidelidade, a solidariedade, a amizade, a vida do dia-a-dia, ritmadas, pela ética, pela compreensão, pela iniciativa e pela coragem. Ler toda esta narrativa leva a uma viagem surpreendente. Grandes aventuras de pescarias no Pantanal e com histórias de pescador.

Serviço:
Abertura da 3ª Temporada de Exposições no MAB
Data: quinta-feira, dia 7 de agosto
Horário: 19h
Local: Fundação Cultural de Blumenau
Atração musical: Banda Municipal de Blumenau
Visitação: até 21 de setembro. De terça-feira a domingo, das 10h às 16h
Visitas mediadas podem ser marcadas pelo telefone 3381-6176
As exposições ficam abertas até 21 de setembro, de terça-feira à domingo, das 10h às 16h
Agendamentos: pelo telefone (47) 3381-6176.
Entrada gratuita
Site: http://museudeartedeblumenau.blogspot.com.br


Assessor de Comunicação: Sérgio Antonello 

MAB abre 3ª Temporada de Exposições
Solenidade festiva na noite desta quinta-feira terá na programação lançamento de livro, músicas e a tradicional conversa com artistas.

Foto: Divulgação
A prefeitura de Blumenau e a Fundação Cultural abrem nesta quinta-feira, dia 7 de agosto, a 3ª Temporada de Exposições no Museu de Arte de Blumenau (MAB). A programação começa às 19h com a tradicional conversa com os artistas. Participam da roda professores, arte-educadores, coordenadores pedagógicos, artistas, alunos de arte e comunidade. A atração musical será a Banda Municipal de Blumenau, que apresentará parte do repertório do show dos 52 anos que contagiou o público que esteve dia 30 de agosto no Teatro Carlos Gomes.
A mostra reúne as obras "Matéria Efêmera", de Hermínia Metzler, Marcia Mazzoni e Rosilene Horta, "noscasulos", de Maria Carmen von Linsingen, "Pulsar da Vida", de Ilca Barcellos, "Desenho-Pintura (Linhas-Pensamentos)", de Kelly Kreis Taglieber, "Des Ciels", de Lorena Acin, e "Metametria ou Meta-metria", de Fernando Quitério. A noite contará ainda com o lançamento dos Livros AMA/DOR/A, de Diedra Roiz, Sono, de Luiz Bogo, e "Pantanal - Os Quatro Elementos", de Dario Beduschi. As exposições ficam abertas à visitação até 21 de setembro, de terça-feira a domingo, das 10h às 16h. Agendamentos podem ser feitos pelo telefone (47) 3381-6176. A entrada é franca.

Livros
Na noite cultural, a escritora Diedra Roiz lança AMA/DOR/A, um livro composto por 39 poesias que dá voz e visibilidade a uma realidade que ainda é minoria na produção literária: a da mulher como protagonista, narradora, sujeito, desejante, portadora da voz, do ponto de vista e do discurso. A apresentação do livro, escrita por Terezinha Manczak, o define como "uma poética que trata de amor (es) urbanos, vividos, moldados na experiência e nas buscas de uma mulher que sabe o que quer. Percebe-se em AMA/DOR/A de Diedra, não a repetida variação sobre o mesmo tema, mas uma unidade - onde o fio condutor de toda a obra não é outra coisa senão a paixão. Ao invés de se ocupar em cortar palavras, Diedra se dispõe a cortar a própria carne em oferenda, sem medo de sangrar até sentir-se dominada. Os rasgos não são traços da loucura de palavras vazias - sem sentido - tudo faz sentido, a partir do momento em que a autora diz sem pudores, tudo o que deseja e espera do amor."
Já no Livro Sono, Luís Bogo é filosoficamente despretensioso, mas ao mesmo tempo provocativo, pois faz alguns questionamentos existenciais a partir de constatações cotidianas, partindo de impressões ligeiras para reflexões um tanto mais profundas. Ainda de acordo com o autor, "a poesia tem a capacidade de aguçar a espiritualidade das pessoas através do belo, mas também através do inusitado, de episódios menos aprazíveis e prazerosos que, igualmente, deixam marcas nos corpos e nas almas”. Enfim, comenta, que ao desenrolar o tecido da existência, as pessoas percebem que, no fundo, restará apenas a estampa do que foi poético de uma forma ou de outra.
Em Pantanal - Os Quatro Elementos, de Dario Beduschi, as emoções são fortes e envolventes. São, definitivamente, explícitas nas palavras do autor. O contexto é fabuloso. Há o retrato das mais belas paisagens, a pesca rica e abundante nas águas dos rios do Mato Grosso do Sul, o que revela uma empatia àqueles lugares e fortemente vem os empreendimentos, o profissionalismo, a fidelidade, a solidariedade, a amizade, a vida do dia-a-dia, ritmadas, pela ética, pela compreensão, pela iniciativa e pela coragem. Ler toda esta narrativa leva a uma viagem surpreendente. Grandes aventuras de pescarias no Pantanal e com histórias de pescador.

Serviço:
Abertura da 3ª Temporada de Exposições no MAB
Data: quinta-feira, dia 7 de agosto
Horário: 19h
Local: Fundação Cultural de Blumenau
Atração musical: Banda Municipal de Blumenau
Visitação: até 21 de setembro. De terça-feira a domingo, das 10h às 16h
Visitas mediadas podem ser marcadas pelo telefone 3381-6176
As exposições ficam abertas até 21 de setembro, de terça-feira à domingo, das 10h às 16h
Agendamentos: pelo telefone (47) 3381-6176.
Entrada gratuita
Site: http://museudeartedeblumenau.blogspot.com.br


Assessor de Comunicação: Sérgio Antonello