quarta-feira, 30 de setembro de 2015

OFICINA DE DESENHO A CARVÂO



“O carvão é o método artístico de desenho mais antigo que se conhece. Marca com facilidade proporcionando traços amplos e a possibilidade de cobrir grandes superfícies com sombra. Por suas qualidades expressivas, é possível plasmar atmosfera, luz e inclusive cor aos temas desenvolvidos”
O MAB Museu de Arte de Blumenau e a Bluap Associação Blumenauense de Artistas Plásticos estabeleceram parceria para promover uma oficina de Desenho a Carvão, que será ministrada pela artista Dulce Paladini.

A oficina terá como público alvo artistas associados à Bluap e comunidade em geral. As vagas serão limitadas a um número de 15 participantes. Os interessados deverão fazer uma pré-inscrição preenchendo a ficha que segue em anexo e encaminhando para o e.mail gerenciamab@fcblu.com.br
Até o dia 15 de outubro de 2015

Serviço:
. O que: Oficina de Desenho a Carvão ministrada por Dulce Paladini
. Quando: dia 22 de outubro de 2015 das 8:30 ás 12:00hs e das 13:30 às 17:00h (carga horária 7 horas/aula).
. Onde: Fundação Cultural de Blumenau – Espaço Elfy Eggert
. Quanto: Taxa de inscrição R$20,00 (associados da Bluap estarão isentos desse pagamento).
. inscrição: como as vagas são limitadas a pré-inscrição deverá ser feita com o preenchimento da ficha em anexo e envio para o e.mail gerenciamab@fcblu.com.br até o dia 15 de outubro de 2015.
A confirmação dos inscritos será divulgada no dia 19 de outubro.
Será oferecido certificado de participação.

 Clique  para fazer o download da ficha de inscrição.
Oficina Desenho a Carvão – texto e ficha de inscrição



quinta-feira, 24 de setembro de 2015

MAB apresenta obras de artista argentino.

        O argentino Javier Di Benedictis (Buenos Aires, 1985) é um dos artistas com obras na 4ª Temporada de Exposições do Museu de Arte de Blumenau (MAB). A “Exposição Metamórficas” pode ser visitada gratuitamente, de terça-feira a domingo, das 10h às 16h, até 18 de outubro, na Fundação Cultural. Os trabalhos de Javier demandam imaginação e memória, devolvendo às imagens sua condição de mistério e distância.
Na exposição, sua obra pode ser vista em dois ambientes: num deles, comparecem os próprios vídeos e, em outro, destacam-se alguns de seus fotogramas. Estas pequenas unidades são organizadas em folhas para impressão e sofrem uma série de intervenções plásticas, para logo em seguida serem digitalizadas e recompostas em novas sequências de vídeo.



Projeções
            De acordo com a curadoria de Rosângela Cherem, são projeções, cujos vídeos remetem à fotografia analógica (a luz das imagens capturadas e congeladas não cobre e nem descobre, apenas vela), enquanto os fotogramas remetem à pintura através de um processo de intervenção manual, potencializada pelas cores fluorescentes do rosa, verde, amarelo e assim por diante, obtidas com pigmentos e solventes. "Recusando aquilo que se poderia chamar de cromofobia, sensibilidade que se ampara na brancura e no asséptico, o artista reivindica a atualidade multicolorida dos neóns e das tonalidades digitais, porém, autonomizando a cor em relação às formas", comenta Rosângela. "Assim, ambos permitem considerar algo que foi extraviado e em seguida alterado e profanado, sobrevivendo através de algum tipo de metamorfose. Instala-se um artifício que perturba a realidade através de uma espécie de pestanejar, causando um tipo de ofuscamento ou miragem produzida pelo excesso colorante que faz resplandecer a superfície numa gloriosa dança de luzes."

           A 4ª Temporada de Exposições do MAB oferece, ainda, as exposições Plano de Cor, do paulistano Diego Castro, Recre/Recri/Ação, da catarinense Belíria Boni, Moedas, do paulistano Alexandre Frangioni, e Convergências, do catarinense Tchello d' Barros. A visitação poderá ser feita até 18 de outubro, de terça-feira a domingo, das 10h às 16h, sempre com entrada gratuita.


Serviço
4ª Temporada de Exposições
Onde: Museu de Arte de Blumenau (MAB) - Rua XV de Novembro, 161, Centro
Visitação: de terça-feira a domingo, das 10h às 16h, até 18 de outubro
Visitas mediadas podem ser marcadas pelo telefone 3381-6176
Entrada franca
Assessor de Comunicação: Sérgio Antonello

segunda-feira, 21 de setembro de 2015

Edital repassa R$ 950 mil para projetos culturais



A Fundação Cultural de Blumenau (FCB) torna público que estão abertas as inscrições para apresentação de projetos culturais destinados ao recurso financeiro do Fundo Municipal de Apoio à Cultura. Está prevista a distribuição no valor total de R$ 950 mil para as seguintes áreas: Música; Teatro e Circo; Biblioteca, Literatura e Livro; Cultura Popular e Artesanato; Patrimônio Material e Imaterial; Dança; Artes Visuais, Design e Moda; Cinema e Vídeo; Comunicação e Formação em Cultura; Museus e Espaços de Memória, conforme disposto na Lei Complementar nº 904, de 3 de setembro de 2013.
As inscrições podem ser feitas até 11 de dezembro. O regulamento está disponível no site http://www.fcblu.com.br – acesse Editais na lateral esquerda e depois na lateral direita Editais do Fundo Municipal de Apoio à Cultura/Edital 003/2015 – Concurso.
O apoio financeiro será integralmente repassado ao Fundo Municipal de Apoio à Cultura pelo Poder Executivo, no valor total de R$ 950 mil e será assim distribuído: cada área da cultura será contemplada com no mínimo dois projetos culturais no valor teto máximo de R$ 40 mil. O valor restante do Edital será distribuído entre os projetos aprovados em ordem decrescente, ou seja, os que obtiverem as maiores notas independentemente da área receberão os recursos até a utilização da totalidade dos R$ 950 mil. O valor teto dos projetos será de R$ 40 mil.

Saiba mais

Edital de Concurso apoia a execução de projetos culturais de interesse público municipal nas seguintes áreas:

Música
Dança
Teatro e Circo
Artes Visuais, Design e Moda
Biblioteca, Literatura e Livro
Cinema e Vídeo
Cultura Popular e Artesanato
Comunicação e Formação em Cultura
Valor total: R$ 950 mil
Período de inscrições: até 11 de dezembro
Regulamento no site: http://www.fcblu.com.br – acesse Editais na lateral esquerda e depois na lateral direita Editais do Fundo Municipal de Apoio à Cultura/Edital 003/2015 – Concurso

MAB e Bluap promovem oficina de aquarela



O Museu de Arte de Blumenau (MAB) e a Associação Blumenauense de Artistas Plásticos (Bluap) promoveram terça-feira, dia 15, uma oficina de aquarela ministrada pela artista plástica Dulce Paladini. A oficina foi planejada inicialmente para receber 15 participantes, tendo como público-alvo artistas associados à Bluap e comunidade em geral.
A gerente do MAB, Mia Avila, considerou a procura muito grande, chegando a 18 participantes – nove da Bluap e nove da comunidade. “Foram sete horas dedicadas à arte, à troca de conhecimentos e à experimentação. Cada participante levou consigo obras produzidas durante o evento. A parceria não para por aqui, em breve mais novidades e oportunidades”.
A aquarela é uma técnica de pintura, na qual os pigmentos se encontram suspensos ou dissolvidos em água. Os suportes utilizados na aguarela são variados, embora o mais comum seja o papel. “São também utilizados como suporte o papiro, casca de árvore, plástico, couro, tecido, madeira e tela", observa Mia Avila.
Assessor de Comunicação: Sérgio Antonello

sexta-feira, 18 de setembro de 2015

MAB e Bluap promovem oficina de aquarela



O Museu de Arte de Blumenau (MAB) e a Associação Blumenauense de Artistas Plásticos (Bluap) promoveram terça-feira, dia 15, uma oficina de aquarela ministrada pela artista plástica Dulce Paladini. A oficina foi planejada inicialmente para receber 15 participantes, tendo como público-alvo artistas associados à Bluap e comunidade em geral.
A gerente do MAB, Mia Avila, considerou a procura muito grande, chegando a 18 participantes – nove da Bluap e nove da comunidade. “Foram sete horas dedicadas à arte, à troca de conhecimentos e à experimentação. Cada participante levou consigo obras produzidas durante o evento. A parceria não para por aqui, em breve mais novidades e oportunidades”.
A aquarela é uma técnica de pintura, na qual os pigmentos se encontram suspensos ou dissolvidos em água. Os suportes utilizados na aguarela são variados, embora o mais comum seja o papel. “São também utilizados como suporte o papiro, casca de árvore, plástico, couro, tecido, madeira e tela", observa Mia Avila.
Assessor de Comunicação: Sérgio Antonello

terça-feira, 15 de setembro de 2015

4ª Temporada de Exposições do MAB abre em grande estilo



O público mais uma vez lotou a Fundação Cultural de Blumenau para a abertura da 4ª Temporada de Exposições, na noite de quinta-feira, dia 10. Os salões foram abertos em clima festivo, com conversa com artistas expositores, música, poesia e coquetel. Um dos pontos altos foi o lançamento da Edição Brasil em Números, volume 23 - pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), com ilustrações de obras do Museu de Arte de Blumenau. Pela primeira vez na história da publicação, um museu fora de capitais recebe tal prestígio.

Representantes do Ibge valorizaram o evento e ficaram impressionados com a receptividade que tiveram na Fundação Cultural de Blumenau. O presidente da FCB elogiou o empenho dos servidores da casa na organização de mais uma temporada. No Espaço Alternativo, a Sociedade Escritores Blumenau (SEB) representada por 14 autores apresentou a instalação poética Poema em Arte.

A 4ª Temporada de Exposições do MAB oferece as exposições "Plano de Cor", do paulistano Diego Castro, "Recre/Recri/Ação", da catarinense Belíria Boni, "Moedas", do paulistano Alexandre Frangioni, "Metamórficas", do argentino Javier Di Benedictis, e "Convergências", do catarinense Tchello d' Barros. A visitação poderá ser feita até 18 de outubro, de terça-feira a domingo, das 10h às 16h, sempre com entrada gratuita.

Qualidade

O paulistano Alexandre Frangioni, que apresenta a exposição "Moedas", na Sala Elke Hering, também ficou satisfeito com a qualidade da programação. ""Quero parabenizar a Fundação Cultural pelo evento e mais uma vez pela ajuda da equipe na preparação e montagem da exposição", disse o artista. "Quanto a montagem e abertura da temporada, gostaria de citar que foi uma grata surpresa por vários aspectos, em primeiro lugar a hospitalidade de Blumenau e das pessoas do MAB, em segundo pela infraestrutura dos espaços expositivos, boa iluminação, qualidade das paredes, bom pé direito e visualização excelente com grandes áreas envidraçadas."

Frangioni também salientou a diversidade de exposições. "Encontramos várias formas de expressões artísticas como objetos, instalações, vídeos, esculturas, pinturas e até poesia. Pude notar uma participação genuína de pessoas das mais variadas idades, desde estudantes, até pessoas de meia idade e crianças pequenas, o que mostra o interesse da população pela atividade artística. Isto tudo sem contar com a presença de diversas autoridades, tanto do meio artístico como da política local."

Outra grata surpresa para Frangioni foi a quantidade de pessoas presentes na abertura. "Segundo minha estimativa, estiveram presentes mais de 200 pessoas, o que foi acima do que eu imaginava. Após minha narrativa ao público presente tive o contato com diversas pessoas, que me procuraram para falar sobre as obras, com perguntas e observações muito interessantes, algumas voltadas para as técnicas empregadas, outras para o conceito das obras e algumas até para saber o que certos objetos tinham como função. Enfim a noite esteve excelente".

A gerente do MAB Mia Ávila destacou que a presidente do IBGE e todos os representantes do instituto ficaram muito satisfeitos com o resultado do evento. "Segundo eles, a exposição esteve "coroada de êxitos". Ressaltaram a competência e excelência de nossos trabalhos, no cumprimento das etapas que eram de nossa responsabilidade. A presidente do IBGE Wasmália Bivar em sua despedida agradeceu principalmente ao acolhimento que tanto ela quanto toda sua equipe tiveram", disse Mia. "Pelos comentários que ouvi a classe artística presente, os professores e acadêmicos, visitantes em geral, sentiram-se honrados por Blumenau ser a primeira cidade fora do eixo das capitais a ter um  Museu de Arte convidado a ser parceiro do IBGE e ilustrar a publicação (capa e abertura dos capítulos) com imagens de obras do acervo."

Serviço

4ª Temporada de Exposições no MAB

Visitação: de terça-feira a domingo, das 10h às 16h, até 18 de outubro

Visitas mediadas podem ser marcadas pelo telefone 3381-6176

Entrada franca

Assessor de Comunicação: Sérgio Antonello

quarta-feira, 9 de setembro de 2015

Mesa redonda envolve poesia visual contemporânea



O Museu de Arte de Blumenau promove no dia 11 de setembro, em parceria com o Instituto Cultural Tchello d' Barros (RJ), a mesa redonda Poesia Visual Contemporânea. A atividade começa às 19h, no Auditório Carlos Jardim, da Fundação Cultural. A palestra inicial será com Tchello d´Barros, artista que iniciou sua carreira em Blumenau. O encontro também contará com as presenças de Jairo Martins, Marcelo Steil e Terezinha Manczak.
Haverá projeções de obras inéditas e séries como Ideogramas Ocidentais, Alfabetos Criptográficos e Escritas Assêmicas, além das imagens das curadorias internacionais de Poesia Visual, que o artista vem desenvolvendo ultimamente a partir do Rio de Janeiro, onde vive e cursa Cinema. A mediação de Terezinha Manczak (SEB) contará com falas de Marcelo Steil (doutor em Literatura pela UFSC) e do escritor Jairo Martins.
A Poesia Visual segue se reinventando e afirmando-se como uma modalidade da Poesia Experimental ao tempo que realça seu diálogo com as artes visuais. Enquanto isso, as ementas de cursos universitários cada vez mais abrem espaço para a Poesia Visual, bem como nunca se viu tantos livros didáticos dedicarem espaço para o tema como na atualidade. Ainda assim, no contexto catarinense, pode ser considerada rarefeita tanto a produção, quanto circulação e acesso ao público das obras nesse segmento. A mesa-redonda "Poesia Visual Contemporânea" pretende discutir e apontar alguns aspectos como esses e outros desdobramentos a partir dos pontos de vista dos convidados.
Na parte da tarde, do dia 11 de setembro, às 15h, o artista fará uma visita-guiada em sua exposição Convergências - A Poesia Visual de Tchello d' Barros, na Galeria do Papel da Fundação Cultural, comentando as obras e seu processo criativo, bem como atendendo a perguntas, agendamentos, entrevistas etc.
Serviço
Mesa-redonda: Poesia Visual Contemporânea
Quem: Jairo Martins, Marcelo Steil, Terezinha Manczak e Tchello d' Barros
Horário: 19h
Local: Auditório Carlos Jardim - Fundação Cultural de Blumenau (Rua XV de Novembro, 161, Centro)
Entrada Franca
Assessor de Comunicação: Sérgio Antonello

domingo, 6 de setembro de 2015

Tchello volta a Blumenau "uma centena de poemas depois"



A 4ª Temporada de Exposições do Museu de Arte de Blumenau (MAB) terá abertura no dia 10 de setembro. Entre as exposições agendadas para essa temporada, Tchello d’ Barros traz para a Galeria do Papel a mostra "Convergências". Trata-se de um trabalho itinerante com a apresentação de poemas visuais.
"Convergências" é um projeto multimídia que apresenta a produção em Poesia Visual de Tchello d´Barros em diversos suportes como Livro, Blog, Webvideo, Instalação, Página em Rede Social, Projeção e a Exposição física, cuja itinerância por capitais brasileiras já passou pela Paraíba, Alagoas, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Pará, Rio Grande do Sul e Minas Gerais. A mostra apresenta uma seleção retrospectiva dos poemas visuais do autor criados ao longo de duas décadas.
O primeiro poema visual de Tchello d’ Barros, "Preconceito", foi criado em 1993, quando vivia em Blumenau, e foi exposto na inauguração da Galeria do Papel. Séries de obras complementares, como os Poemínimos, Ideogramas Ocidentais, Alfabetos Criptográficos e Escritas Assêmicas, podem ser conferidos no blog www.tchellodbarros-poesiavisual.blogspot.com. "Considero o recurso do poema visual uma linguagem adequada para tratar de temas sempre contemporâneos (política, sexo, fé, amor, relações humanas etc), de interesse geral de nossa sociedade”, destaca o escritor. “Minha produção em Poesia Visual tem alcançado uma maior visibilidade principalmente na Internet. Se foi bom criar em Blumenau meu primeiro poema visual, melhor ainda voltar aqui, uma centena de poemas depois."
O artista
O escritor e artista visual catarinense Tchello d' Barros dedica-se desde 1993 às linguagens de Literatura, Artes Visuais, Teatro e Audiovisual. Residiu em 14 cidades no Brasil, tendo produzido sua obra em Blumenau (onde iniciou a carreira), Maceió, Belém e Rio de Janeiro, onde vive e atualmente estuda Cinema, após ter percorrido 20 países em constantes atividades culturais. Eventualmente ministra oficinas e palestras, participando também de mesas-redondas, júris, editorias, curadorias, saraus e diversas atividades culturais no Brasil e Exterior.
Em Blumenau, participou de peças teatrais no NuTE do Teatro Carlos Gomes, ministrou oficinas na Fundação Cultural de Blumenau, participou da diretoria da Bluap, foi fundador e presidente por duas gestões da Sociedade de Escritores de Blumenau (SEB), além de ter presidido também a Câmara Junior de Blumenau.  Depois de mais de uma década sem expor uma individual na cidade, retorna com a exposição "Convergências", que apresenta algumas das obras do autor que vem sendo usadas como referência em livros didáticos de editoras como Áttica, Scipione, Saraiva, Global, Fundação Padre Anchieta, Fundação Ayrton Senna, Editora Positivo e na inglesa Editora Oxford.

Assessor de Comunicação: Sérgio Antonello

quinta-feira, 3 de setembro de 2015

MAB recebe exemplares do livro Brasil em Números




Representantes do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (Ibge) estiveram no Museu de Arte de Blumenau (MAB) na tarde de segunda-feira, dia 31, para entregar os primeiros 500 exemplares do livro Brasil em Números 2015, em versão bilíngue. Pela primeira vez na história da publicação que uma cidade que não é Capital se destaca na seleção do conteúdo. Obras do acervo do MAB ilustram capa e abrem cada capítulo do volume 23, que será lançado na noite de abertura da 4ª Temporada de Exposições, quinta-feira, dia 10 de setembro, na Fundação Cultural de Blumenau (FCB).

Editado anualmente pelo IBGE, a publicação apresenta informações básicas para o estudo e conhecimento da realidade socioeconômica nacional. É um valioso instrumento de consulta e subsídio para análises e planejamentos. Reúne dados que permitem traçar uma síntese da realidade brasileira em seus múltiplos aspectos, sendo destinado a todos aqueles que desejam conhecer melhor o país de forma prática e ilustrada.

Durante seu histórico, o Brasil em Números vem sendo ilustrado com o acervo de museus sediados em vários estados brasileiros. Em cada edição, um museu é selecionado pelo IBGE, para em parceria, ilustrar a publicação com imagens de obras de arte, na capa e no início de cada seção temática da publicação. A utilização de imagens e figuras agrega aspectos artísticos e regionais incluindo componente cultural de forma permeada por toda a publicação.

Artistas locais em destaque

A partir de um recorte curatorial, a equipe do IBGE analisou os trabalhos, possibilidades de diagramação e adequação, para ilustrar a capa e a abertura de cada capítulo do editorial Brasil em Números, elegendo 24 obras do acervo do MAB e 22 artistas. O presidente da Fundação Cultural, Sylvio Zimmermann, considera um momento muito especial para a FCB e Museu de Arte de Blumenau. "Com essa publicação, mais uma vez conseguimos dar destaque internacional aos trabalhos dos artistas locais. Temos mais que celebrar. Vem em momento muito especial, quando a cidade completa 165 anos."

Na introdução, um texto de abertura e fotografia apresentam o museu selecionado, destacando seu histórico e suas principais características.  Segundo a gerente do MAB, Mia Avila, inicialmente foram produzidos 8 mil exemplares para serem distribuídos no Brasil e Exterior. "Nossos exemplares serão inicialmente destinados a entidades. No caso de precisarmos de mais livros, o IBGE irá nos enviar", comenta.

A supervisora de Disseminação de Informações do IBGE, Sueni Juraci de Mello dos Santos, informa que o projeto é uma parceria com os museus. Nesta edição, o instituto fez um convênio com o MAB para expor os trabalhos dos artistas da cidade e região. "Estão nos brindando com suas imagens, esculturas, enfim, suas obras de arte. A publicação está maravilhosa", observa. "Quando a equipe em Santa Catarina escolheu o Museu de Arte de Blumenau já sabia que iria dar certo".

O chefe da agência do IBGE em Blumenau, Leandro Vinicius de Azevedo, considera a publicação muito rica em termos de conteúdo. "O livro reúne informações estatísticas e também tem um toque de arte. Neste caso o museu foi escolhido este ano para ilustrar as páginas. Acho muito importante esta troca, com Blumenau tendo o privilégio de fazer a ilustração", comenta. "Um bom número de exemplares está à disposição da fundação para ser distribuído nas mais diversas áreas do município".

Assessor de Comunicação: Sérgio Antonello

Federação de artistas plásticos elege diretoria




A Federação das Associações de Artistas Plásticos do Estado de Santa Catarina (FAAPSC) elegeu sábado, dia 29, em Balneário Camboriú, a diretoria e o conselho fiscal e consultivo para a gestão 2015/2018. A presidente Cristina Pretti terá como vice a gerente do Museu de Arte de Blumenau (MAB), Mia Ávila.

A federação, fundada em 2003, congrega associações de artistas plásticos a ela filiadas, representando, coordenando e  empreendendo ações que contribuem para a construção de uma linguagem ética em benefício das artes plásticas no Estado. O foco da gestão está voltado para o estabelecimento de políticas em artes visuais. O objetivo é a qualificação dos artistas por meio de troca de experiências e intercâmbios, ressaltando a importância de se pensar de forma empreendedora.

Os eleitos

Presidente: Cristina Pretti

Vice-presidente: Mia Avila

Diretor 1º Secretário: Inácio Carreira

DiretorA 2ª Secretária: Lilian Martins

Diretora Artística: Lygia Helena Roussenq Neves

Diretora 1ª Tesoureira: Franci Floriani

Diretora 2ª Tesoureira: Juliana Salomão

Conselheiros: Carlos Alberto Franzoi, Sonia Maria Rosa e Pita Camargo

Suplentes de Conselheiros: Solange Ribeiro (ACAPMA),  Nelson Júlio (Bluap) e Waldemar Steffens

Assessor de Comunicação: Sérgio Antonello