segunda-feira, 23 de novembro de 2015

Exposições reforçam Mês da Consciência Negra


Evento na Fundação Cultural de Blumenau lançou oficialmente, na noite de quinta-feira, dia 19 de novembro, as celebrações do 13º Mês da Consciência Negra. O evento contou com a abertura simultânea de duas exposições fotográficas: Negra Blumenau, no Mausoléu Dr. Blumenau, de autoria de Magali Moser e Rafaela Martins; e Religiões de Matrizes Africanas de Blumenau, no Espaço Alternativo, apresentada por Jucemar Rodrigo Scheneider. Interessados podem visitar as duas mostras até o dia 29 de novembro. A entrada é franca.

A programação da noite também contou com a apresentação de trabalhos produzidos pelos alunos da Escola Barão, referentes ao projeto que envolveu nove disciplinas e mais de 100 alunos. As atividades programadas oferecem elementos para reflexões sobre a inserção do negro na sociedade brasileira. A iniciativa permite uma análise sobre a situação atual do negro no Brasil, as questões de racismo, preconceitos e violência, e a necessidade de se manter cada vez mais fortalecidas as programações relativas à data.    

O 13º Mês da Consciência Negra de Blumenau é um projeto patrocinado pelo Prêmio Catarinense de Arte e Cultura Negra e Indígena e desenvolvido com o apoio do Estado de Santa Catarina, Secretaria de Estado de Turismo, Cultura e Esporte, Funcultural e Edital Elisabete Anderle/2014, Fundação Catarinense de Cultura, com o apoio da Fundação Cultural de Blumenau, Seterb e Movimento de Consciência Negra de Blumenau Cisne Negro, que tem como proponente Lenilso Silva - coordenador do Movimento de Consciência Negra de Blumenau Cisne Negro.

Saiba mais
Exposição Fotográfica Negra Blumenau

Expositoras: Magali Moser e Rafaela Martins

Local: Mausoléu Dr. Blumenau

Visitação: até 29 de novembro, de terça-feira a domingo, das 10h às 16h,

Exposição Religiões de Matrizes Africanas de Blumenau

Expositor: Jucemar Rodrigo Scheneider

Local: Espaço Alternativo (Fundação Cultural de Blumenau)

Visitação: até 29 de novembro, de terça a domingo, das 10h às 16h

Assessor de Comunicação: Sérgio Antonello 

quinta-feira, 19 de novembro de 2015

MAB expõe trabalhos de artista belga


A exposição Contracenando, da artista belga Marie-Ange Giaquinto, pode ser visitada no Museu de Arte de Blumenau (MAB) até 10 de fevereiro. A artista trouxe para a 5ª Temporada de Exposições uma mostra de pinturas que retratam silhuetas de pessoas em cenas, cujas expressões corporais traduzem situações diversas. Os temas representados são do próprio ciclo da vida e de sua contemplação, nos relacionamentos em dupla ou grupo. O objetivo é que o público contracene com essas imagens através dos sentimentos que elas possam transmitir num suposto diálogo mudo.

Marie-Ange Giaquinto nasceu em Bruxelas, Bélgica, mas atualmente trabalha em São Paulo. Em seu currículo artístico apresenta desde 1983 exposições individuais e coletivas no Brasil e Exterior. Sua exposição é composta por 20 pinturas em acrílico sobre tela, expostas com correntes de alumínio. O traçado deixado pelas correntes na parede pode variar de curvo, reto ou angular e desencadeia um elo entre as imagens intituladas Cena1, Cena 2, Cena 3 etc. Quando as correntes projetam o formato de um chassi sugerem na imprecisa moldura a imaterialidade do quadro em expansão.

O desenho das figuras é representado por um contorno difuso, às vezes com uma expressiva dramaticidade teatral que se mescla na penumbra cromática. As cores mudam de tonalidade conforme o movimento do observador e pela luz que nelas incide devido à sobreposição das finas camadas de tinta.

Serviço:

5ª Temporada de Exposições do MAB

Visitação: até 10 de fevereiro de 2016. De terça-feira a domingo, das 10h às 16h

Visitas mediadas podem ser marcadas pelo telefone (47) 3381-6176

Entrada franca

Site: http://museudeartedeblumenau.blogspot.com.br

Assessor de Comunicação: Sérgio Antonello

Blumenau abre programação do Mês da Consciência Negra



Começa oficialmente nesta quinta-feira, dia 19 de novembro, a programação do 13º Mês da Consciência Negra de Blumenau. Até o dia 29 o evento apresenta atos públicos, palestras, manifestações culturais afro-brasileiras, exposição e sessões de cinema. Toda a programação é gratuita e aberta à comunidade. A abertura oficial será na Fundação Cultural de Blumenau, às 19h30, com a exposição fotográfica Negra Blumenau, no Mausoléu Dr. Blumenau, e a exposição Religiões de Matrizes Africanas de Blumenau, no Espaço Alternativo. A entrada é franca.

O 13º Mês da Consciência Negra Blumenau é um projeto patrocinado pelo Prêmio Catarinense de Arte e Cultura Negra e Indígena e desenvolvido com o apoio do Estado de Santa Catarina, Secretaria de Estado de Turismo, Cultura e Esporte, Funcultural e Edital Elisabete Anderle/2014, Fundação Catarinense de Cultura, Fundação Cultural de Blumenau, Seterb e Movimento de Consciência Negra de Blumenau Cisne Negro.

A programação movimenta a cidade desde 3 de novembro, com a abertura da Exposição Símbolos e Reflexões, na Câmara Municipal de Blumenau (Salão Manoel da Luz Rampelotti). A mostra permanece no local até o dia 30. No dia 7 de novembro, também dentro da programação, foi promovido Brasileirando Oficinas: Provocando a sua Consciência Negra, com Roosevelt Ofarindê, no Estúdio Blazé  (Rua 2 de Setembro, 1.618. Sala 7).

O Dia da Consciência Negra, que dá origem à semana de celebração, é comemorado em 20 de novembro. A data foi escolhida em alusão ao dia do falecimento de Zumbi dos Palmares, em 1695, como momento para lembrar da resistência do povo negro.
Saiba mais
Programação do Mês da Consciência Negra de Blumenau
19 de Novembro: Abertura oficial do Mês da Consciência Negra de Blumenau 2015
Local: Fundação Cultural de Blumenau
Horário: 19h30

Abertura da Exposição Fotográfica Negra Blumenau
Local: Mausoléu Dr. Blumenau
Horário: 19h30

Abertura da Exposição Religiões de Matrizes Africanas de Blumenau
Local: Espaço Alternativo da Fundação Cultural de Blumenau
Horário: 19h30

20 de Novembro: Negritude nos Terminais – Maracatu
Local: Terminal do Aterro
Horário: 17h30

20 de Novembro: Roda de Conversa: Negras lembranças
Local: Auditório da biblioteca da Furb
Horário: 19h

21 de Novembro: Negritude nos Terminais – A ancestralidade da Capoeira
Local: Terminal da Fonte
Horário: 10h

25 de Novembro: Negritude nos Terminais – Hip-Hop Negro
Local: Terminal da Proeb
Horário: 17h30
Responsável: Janaina Palavra Feminina

28 de Novembro: Ato Público Contra o Racismo
Local: Praça do Teatro Carlos Gomes
Horário: 9h

29 de Novembro: 2º Roda de Conversa de Mulheres Negra: Nossa luta é todo dia, mulher negra não é mercadoria! Oficina de Turbantes
Local: Cafundó Bar Cultural
Horário: 18h

Assessor de Comunicação: Sérgio Antonello 

sexta-feira, 13 de novembro de 2015

MAB destaca Papéis de Parede de Paula Scavazzini


A Exposição Papéis de Parede (ou Pinturas de Interiores), da artista paulista Paula Scavazzini, é uma das atrações do Museu de Arte de Blumenau (MAB). O período de visitação vai até 10 de fevereiro de 2016, de terça-feira a domingo, das 10h às 16h. Visitas mediadas podem ser marcadas pelo telefone (47) 3381-6176 e a entrada é franca.

A temporada, a quinta este ano, conta ainda com as exposições Das telhas abaixo, do mineiro Romeu Bessa; Compensado, do paulistano Cassio Leitão; Paisagem fragmentada, do carioca André de Miranda; Distracionismo Lúdico, do carioca Paulo Brandão; Contracenando, da belga Marie-Ange Giaquinto.
Papeis de parede e/ou Pinturas de interiores consiste na realização de quatro pinturas de retratos em telas de variados formatos - retangular nas posições vertical e horizontal, oval, redondo e quadrado -, que são dispostos sobre uma quinta grande "pintura", impressa sobre papel de parede, construída a partir do processo de apropriação, digitalização e edição de cinco imagens de diferentes padronagens encontradas em tecidos e papéis de parede.

O papel de parede foi escolhido para compor a obra porque se trata de um revestimento de parede muito utilizado em interiores de residências, de escritórios, de consultórios, etc., espaços privados que fazem parte do cotidiano e do imaginário de algumas pessoas. Tal revestimento pode ou não aludir, por exemplo, a características, talvez, mais comportamentais, afetivas, emocionais e até "psicológicas", do morador ou proprietário deste ou daquele determinado espaço arquitetônico.
O trabalho envolve vários conceitos como o retrato, a visão decorativa e a padronagem. Papeis de parede e/ou Pinturas de Interiores também alude vagamente às galerias de retratos do século XIX e busca indagar sobre o trânsito entre as esferas íntima e pública. “Com isso, procuro, com esse trabalho, construir um espaço possível de reflexão, e também tentar problematizar a partir da superfície por ele evidenciada uma experiência de profundidade”, salienta Paula Scavazzini, artista de 25 anos natural de São José dos Campos (SP), mas que atualmente vive e trabalha em São Paulo.

Serviço:

5ª Temporada de Exposições do MAB

Visitação: até 10 de fevereiro de 2016. De terça-feira a domingo, das 10h às 16h

Visitas mediadas podem ser marcadas pelo telefone (47) 3381-6176

Entrada franca


Assessor de Comunicação: Sérgio Antonello


terça-feira, 10 de novembro de 2015

MAB e Bluap promovem oficina com André de Miranda


O Museu de Arte de Blumenau (MAB) e a Associação de Blumenauense de Artistas Plásticos (Bluap) promoveram em parceria, nos dias 6, 7 e 8 de novembro, encontro e oficina com o premiado gravador, pintor, desenhista e artista educador André de Miranda. “A procura para participar dessas atividades foi grande, pelos temas abordados, mas principalmente pela oportunidade de contar com a presença de André de Miranda”, comentou a gerente do MAB, Mia Ávila.
As atividades foram prestigiadas pelos artistas Dulce Paladini, Lilian Martins, Lucienne Sprung, Maristela Silveira, Rosina de Franceschi. Waleska Curtipassi foi a feliz ganhadora de uma obra que o artista gentilmente sorteou entre os participantes.
O encontro “Construindo o desenho através do olhar contemporâneo” teve como intenção permitir a análise e a compreensão de como ocorre a mediação entre a linha e o espaço, em diálogo permanente do olhar, considerando que o desenho não é a forma, mas a maneira de ver a forma. A ação permitiu noções sobre o gestual no desenho contemporâneo, exercício de observação e desenho como leitura do mundo,
A Oficina Xilogravura – Xilogravando estabeleceu ações que possibilitaram ao público participante entender e praticar os procedimentos da xilogravura desde sua invenção por volta do século IX até os dias atuais como linguagem da contemporaneidade. Foram demonstrados todos os procedimentos técnicos da xilogravura, uso e conservação dos materiais, e pequeno histórico da xilogravura no Brasil.
Obras de André de Miranda integram a Exposição Paisagem Fragmentada, que teve abertura no dia 5 de novembro no MAB. A visitação pode ser feita até o dia 10 de fevereiro, de terça-feira a domingo, das 10h às 16h.

Assessor de Comunicação: Sérgio Antonello


sexta-feira, 6 de novembro de 2015

MAB destaca o Distracionismo Lúdico de Paulo Brandão

A exposição Distracionismo Lúdico, do artista carioca Paulo Brandão, poderá ser visitada a partir de 5 de novembro no Museu de Arte de Blumenau (MAB). O artista estará presente para a conversa que antecede a abertura da 5ª Temporada de Exposições, às 19h, na Fundação Cultural de Blumenau.

O lúdico por definição é o termo que tem o caráter de jogos, brincadeiras e divertimento. A brincadeira neste caso é o potencial inquisitivo da descrição, onde as situações de cada obra se desdobram em mistérios, dúvidas e adivinhações. Onde o espectador envolvido em decifrar enigmas encontra-se com imagens do cotidiano, colocadas estrategicamente para que o jogo se inicie.

Personagens ocupam uma plataforma teatral nessa bidimensionalidade, que é a superfície supostamente limitada da pintura. Tais personagens desse espetáculo são expostos e sobrepostos, contando alguma coisa que alguém certamente já vivenciou. Protagonista e coadjuvante, Brandão testemunha e também é autor, na prática diária do ofício, dando possibilidades de remanejamento da realidade, algumas vezes, fatal.

A grande surpresa do observador é a de que Brandão coloca o público em diálogo com outra realidade. O visitante sai ileso e mais alegre depois dessa experiência. Todas as obras falam sobre as fragilidades humanas: perdas amorosas, solidão, dependências, covardias, abusos, declínio físico na maturidade, sombras. “Brandão deixa que terminemos o diálogo com suas obras em total contemplação”, explica a crítica de arte Adriana Marques. “Ele nos conduz ao ápice de cada espetáculo e sai de cena no instante final. Assim, de maneira generosa, nos permite ousar um fim que mais nos agrada. Fazemos nós o fim de cada ato, de cada obra.”

Prêmios

Brandão formou-se em Comunicação Social pela Universidade Gama Filho, no Rio de Janeiro, onde também cursou a Escola Nacional de Belas Artes e aprimorou sua técnica. Como Diretor de Arte, trabalhou em algumas das principais agências de propaganda do país e ganhou vários prêmios. Ainda universitário, classificou-se em primeiro lugar no Salão Nacional de Propaganda.

Ao longo da carreira, foi eleito quatro vezes o melhor Diretor de Arte do Rio de Janeiro. Recebeu diversos prêmios de colunistas, venceu o Profissionais do Ano, da Rede Globo de Televisão. Finalista do Clio Awards e levou para casa três leões do Festival Internacional de Cannes. Atualmente, dedica-se integralmente às Artes Plásticas, procurando emprestar ao estilo figurativo que utiliza em suas telas a mesma criatividade que o marcou nacionalmente como profissional de propaganda.

Serviço

Abertura da 5ª Temporada de Exposições no MAB

Data: quinta-feira, 5 de novembro

Horários:

19h: conversa com os artistas

20h: abertura da exposição com declamação de poesias, apresentação musical pela Orquestra de Cordas do Vale e a exposição "Engobes-nove", do Grupo Barbotina

Visitação: até 10 de fevereiro de 2016. De terça-feira a domingo, das 10h às 16h
Visitas mediadas podem ser marcadas pelo telefone (47) 3381-6176

Entrada franca


Assessor de Comunicação: Sérgio Antonello 

Museu de Arte abre a quinta temporada de exposições do ano


O Museu de Arte de Blumenau (MAB) apresenta na noite desta quinta-feira, dia 5 de novembro, a 5ª temporada de exposições. A programação festiva é aberta ao público, que poderá interagir com os seis artistas a partir das 19h. A visitação poderá ser feita de terça-feira a domingo, das 10h às 16h, sempre com entrada gratuita. 
A temporada contará com as exposições Das telhas abaixo, do mineiro Romeu Bessa; Compensado, do paulistano Cassio Leitão; Paisagem fragmentada, do carioca André de Miranda; Distracionismo Lúdico, do carioca Paulo Brandão; Papéis de parede e/ou Pintura de Interiores, da paulista Paula Scavazzini; e Contracenando, da belga Marie-Ange Giaquinto.
A noite de abertura das exposições tem na programação a tradicional conversa com os artistas, declamação de poemas por Terezinha Manczak e Marcelo Steil, representantes da Sociedade Escritores Blumenau (SEB). O Grupo Barbotina apresentará no Espaço Alternativo da Fundação Cultural de Blumenau a exposição Engobes-nove.

Serviço
5ª Temporada de Exposições no MAB

Data: 5 de novembro, quinta-feira

Horários:

19h: conversa com os artistas

20h: abertura da 5ª Temporada de Exposições do MAB, declamação de poesias, apresentação musical e a exposição Engobes-nove, do Grupo Barbotina

Visitação: até 10 de fevereiro de 2016. De terça-feira a domingo, das 10h às 16h

Visitas mediadas: podem ser marcadas pelo telefone 3381-6176

Entrada franca



Assessor de Comunicação: Sérgio Antonello

quarta-feira, 4 de novembro de 2015

MAB lança edital para exposições temporárias


A Fundação Cultural de Blumenau abriu nesta terça-feira, dia 3 de novembro, o período de inscrições de artistas interessados em participar das exposições temporárias previstas para 2016. O prazo para encaminhamento das propostas individuais ou coletivas termina no dia 22 de janeiro. As exposições de curta duração serão montadas nas salas do Museu de Arte de Blumenau (MAB). As inscrições são gratuitas e deverão ser efetuadas pessoalmente ou por via postal.

O edital completo pode ser baixado no site da Fundação Cultural de Blumenau no link http://www.blumenau.sc.gov.br/governo/fundacao-cultural/pagina/editais-fcblu//mab-edital. A iniciativa tem por objetivo contribuir para a dinamização do Museu de Arte, democratizar a utilização dos espaços públicos, promovendo, dessa forma, a difusão das produções contemporâneas das artes visuais.

Podem participar do processo de seleção artistas, curadores, colecionadores e instituições públicas ou privadas, nacionais ou estrangeiros. É vedada a participação de Conselheiros Consultivos do MAB, bem como servidores públicos da Fundação Cultural de Blumenau, de qualquer categoria, natureza ou condição.

As inscrições são gratuitas e deverão ser efetuadas pessoalmente ou por via postal, no período de 3 de novembro de 2015 a 22 de janeiro de 2016, valendo como data de recebimento o protocolo (no caso de entrega pessoal) ou o carimbo de postagem da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos.

Saiba mais

Características das salas de exposição

Sala Oficial do MAB: tem 179, 42m² e fica no 1º andar da FCB

Sala Especial: tem 128,54 m² e fica no andar térreo

Sala Alberto Luz: tem 112,00 m² e fica no 1º andar

Sala Elke Hering: tem 45,50 m² e fica no 1º andar

Galeria do Papel: tem 23,89 m² e fica no 1º andar da FCB – espaço para

exposições de desenho, gravura, xilogravura e técnicas ligadas ao papel

O mapa das plantas do MAB pode ser visualizado em:


Assessor de Comunicação: Sérgio Antonello

Cassio Leitão empresta ao MAB seu talento

A exposição Compensado do artista paulistano Cassio Leitão poderá ser visitada a partir do dia 5 de novembro no Museu de Arte de Blumenau (MAB). O artista estará presente para a conversa que antecede a abertura da 5ª Temporada de Exposições, às 19h. Sobre a exposição, artista Mônica Tinoco escreve: “... quem somos, quem é cada um de nós senão uma combinatória de experiências, de informações, de leituras, de imaginações? Cada vida é uma enciclopédia, uma biblioteca, um inventário de objetos, uma amostragem de estilos, onde tudo pode ser continuamente remexido e reordenado de todas as maneiras possíveis.”


O escritor Italo Calvino observa que a tentativa de compreender o mundo na multiplicidade de seus códigos, torna a tarefa inconclusa, por força de seu próprio sistema vital. O mundo vai dilatando-se ou adensando-se em seu interior, no conjunto das teias de visões pluralistas e multifacetadas que vão se multiplicando, com potencial infinito.

A série Compensado de Cassio Leitão parece conter a virtude da multiplicidade. Cada pintura individualmente possui um pensamento pictórico particular, próprio e interessante. Porém, o artista não se atém ao fato, logo realiza outra pintura, já que um pensamento o levou a outro; e rapidamente ele tece uma teia de soluções pictóricas em composições de conotação e efeito variados.

Não há narrativa linear, os acontecimentos da pintura se dão em fluxos, ora expansivos, ora contrativos; por vezes contraditórios ou acumulativos. Um aspecto levantado aqui, uma solução pictórica, uma forma, uma cor, é repetido alí, de outra maneira, visto de outro ângulo, pensado em outra cor. Por força de sua própria vocação constitucional, a tarefa da pintura do Compensado é inconclusa e potencialmente infinita.

Qualidade
Fica evidente nas pinturas de Cassio Leitão a rapidez de execução, a pintura de qualidade "breve", a qual permite descrever estruturas pictóricas inventivas e expressivas com densidade individual, mas que ganham corpo pela concentração modular e acumulativa de sua potencialidade infinita. “No seu conjunto, a série Compensado é uma longa pintura, composta de pinturas breves", conclui Monica Tinoco.

Cassio Leitão, 53 anos, natural de São Paulo onde vive e trabalha, é formado pela Faculdade de Artes Plásticas da FAAP. Possui no currículo artístico exposições individuais e coletivas. Está representado no MARCO Museu de Arte Contemporânea de Mato Grosso do Sul, Museu de Arte de Blumenau, Universidade do Sul Catarinense e Imago Mundi/Luciano Benetton Collection.

Serviço
Abertura da 5ª Temporada de Exposições no MAB

Data: quinta-feira, 5 de novembro

Horários:

19h: conversa com os artistas

20h: abertura da exposição com declamação de poesias, apresentação musical pela Orquestra de Cordas do Vale e a exposição "Engobes-nove", do Grupo Barbotina

Visitação: até 10 de fevereiro de 2016. De terça-feira a domingo, das 10h às 16h

Visitas mediadas podem ser marcadas pelo telefone (47) 3381-6176

Entrada franca


Assessor de Comunicação: Sérgio Antonello

terça-feira, 3 de novembro de 2015

5ª TEMPORADA DE EXPOSIÇÕES MAB destaca o Distracionismo Lúdico de Paulo Brandão



A exposição Distracionismo Lúdico, do artista carioca Paulo Brandão, poderá ser visitada a partir de 5 de novembro no Museu de Arte de Blumenau (MAB). O artista estará presente para a conversa que antecede a abertura da 5ª Temporada de Exposições, às 19h, na Fundação Cultural de Blumenau.
                                               

Brandão formou-se em Comunicação Social pela Universidade Gama Filho, no Rio de Janeiro, onde também cursou a Escola Nacional de Belas Artes e aprimorou sua técnica. Como Diretor de Arte, trabalhou em algumas das principais agências de propaganda do país e ganhou vários prêmios. Ainda universitário, classificou-se em primeiro lugar no Salão Nacional de Propaganda. 

Ao longo da carreira, foi eleito quatro vezes o melhor Diretor de Arte do Rio de Janeiro. Recebeu diversos prêmios de colunistas, venceu o Profissionais do Ano, da Rede Globo de Televisão. Finalista do Clio Awards e levou para casa três leões do Festival Internacional de Cannes. Atualmente, dedica-se integralmente às Artes Plásticas, procurando emprestar ao estilo figurativo que utiliza em suas telas a mesma criatividade que o marcou nacionalmente como profissional de propaganda.


Serviço
Abertura da 5ª Temporada de Exposições no MAB

Data: quinta-feira, 5 de novembro

Horários:

19h: conversa com os artistas

20h: abertura da exposição com declamação de poesias, apresentação musical pela Orquestra de Cordas do Vale e a exposição "Engobes-nove", do Grupo Barbotina

Visitação: até 10 de fevereiro de 2016. De terça-feira a domingo, das 10h às 16h

Visitas mediadas podem ser marcadas pelo telefone (47) 3381-6176

Entrada franca



(Fotos: Divulgação)