quinta-feira, 12 de maio de 2016

Estrangeiros conhecem nova coleção de arte do MAB

O Museu de Arte de Blumenau (MAB) recebeu na tarde da última sexta-feira, dia 6, a visita dos participantes do Congresso Internacional sobre Imigração Alemã, que ocorreu de 4 a 6 de maio em Santa Catarina. O grupo foi recepcionado pelo presidente da Fundação Cultural, Rodrigo Ramos, e pela gerente do museu, Mia Ávila. Os turistas aproveitaram para percorrer as salas da 2ª Temporada de Exposições, que teve sua abertura na quinta-feira, dia 5. 


O organizador do congresso, professor Cristian Storch, da Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc), em nome do grupo, agradeceu a acolhida e a atenção proporcionada aos visitantes e parabenizou a FCBlu pelas exposições. Os primeiros dias do congresso sobre imigração tiveram como sede a Udesc, em Florianópolis, e na sexta-feira foi a vez da Furb abrigar o encontro. Participaram os professores do Curso de Música da Furb Roberto Rossbach e Tiago Pereira e a ex-aluna Camila Werling. Esse evento contou com a presença de pesquisadores do Brasil, Alemanha, Polônia, Canadá, Venezuela, África do Sul, Reino Unido e Estados Unidos.

Quem quiser visitar a 2ª Temporada de Exposições tem até o dia 19 de junho. A coleção contém obras dos artistas Costa Pereira (Joinville), Diego de Los Campos (Florianópolis), Élcio Miazaki (São Paulo), Ivan Schulze (Blumenau), Karina Walter (Taubaté) e Magali Robaina (Curitiba), além de obras do acervo do MAB, desta vez homenageando Juarez Porto e Élio Hahnemann. A entrada é franca.  

Serviço 

2ª Temporada de Exposições no MAB

Visitação: até 19 de junho. De terça-feira a domingo, das 10h às 16h

Visitas mediadas podem ser marcadas pelo telefone 3381-6176

Entrada franca

Fundação Cultural promove encontro sobre museologia

A 14ª Semana Nacional dos Museus terá em sua programação o Encontro Museologia: Processos e Teoria. A iniciativa significa mais uma oportunidade de conhecimento para profissionais que atuam em espaços museais e estudantes de museologia. O encontro promovido pela Fundação Cultural de Blumenau em parceria com o Museu Hering e Grupo de Estudos e Pesquisas Museológicas do Vale do Itajaí está previsto para o dia 16 de maio.


A programação especial terá duas palestras no Cine Teatro Edith Gaertner, da Fundação Cultural de Blumenau. Uma delas tratará sobre o acervo museológico como fonte de pesquisas: experiências de trabalho com acervos indumentários. A outra será sobre introdução à museologia e à história dos museus. As inscrições gratuitas podem ser feitas até 12 de maio pelo e-mail gerenciamab@fcblu.com.br ou telefone (47) 3381-6176.

Programação

O que: 14ª Semana Nacional dos Museus
Palestra 1: O acervo museológico como fonte de pesquisas: experiências de trabalho com acervos indumentários
Palestrante: Daniel Philipp Knopp
Quando: 16 de maio, das 9h às 11h
Conteúdo:
- A importância do processo de catalogação de acervos para a preservação das informações intrínsecas e extrínsecas nele contido
- As especificidades da catalogação de indumentária: conhecimento técnico x interpretação das finalidades de usos e costumes (manual de catalogação)
- Cuidado necessário com o manuseio e aguarda de indumentárias
- Como a moda pode ser pesquisada e comunicada

Palestra 2: Introdução à museologia e à história dos museus
Palestrante: Valdemar de Assis Lima, museólogo e professor do curso de Museologia da Universidade Federal de Santa Catarina
Quando: 16 de maio, das 14h às 17h
Conteúdo:
- Os museus são espaços privilegiados que permitem o conhecimento da cultura local e, assim, preservam e contam a história de um povo. Sua origem remete ao termo grego mouseion, que significa casa das musas. Assim como na Europa, no Brasil, também há experiências museológicas no período da dominação holandesa em Olinda, Pernambuco, bem como a criação da Casa de História Natural, popularmente chamada "Casa Xavier dos Pássaros"
- Consideram-se museus as instituições sem fins lucrativos que conservam, investigam, comunicam, interpretam e expõem, para fins de preservação, estudo, pesquisa, educação, contemplação e turismo, conjuntos e coleções de valor histórico, artístico, científico, técnico ou de qualquer outra natureza cultural, abertas ao público, a serviço da sociedade e de seu desenvolvimento. Tais conceitos serão dialogados na palestra "Introdução a Museologia e a história dos museus", trazendo noção aos profissionais que atuam nessa área a dinâmica e importância desses espaços para a preservação da cultura local.

sexta-feira, 6 de maio de 2016

Ivan Schulze brinca com fotos em preto e branco

Na noite desta quinta-feira, 5 de maio, o Museu de Arte de Blumenau (MAB) apresenta os trabalhos selecionados para 2ª Temporada de Exposições de 2016. Obras de sete artistas podem ser vistas pelo público a partir das 19h, quando ocorre a tradicional conversa com os autores nas salas expositivas da Fundação Cultural de Blumenau. A noite festiva ainda terá declamações de poemas por Márgara Hadlich e Val Pergee, representantes da Sociedade Escritores Blumenau (SEB), exposição do Grupo Barbotina no Espaço Alternativo e apresentação musical pelo OCTET da Banda Municipal de Blumenau. A entrada é franca.


A mostra "O preto é o branco e o branco é o preto", de Ivan Schulze, pretende promover reflexão sobre o condicionamento da visão humana, os novos meios de pensar a arte, a fotografia e a leitura de imagem. As fotos foram feitas com os tons de cinza invertidos, e podem ser vistas ou "reveladas" com auxílio de um celular, no modo fotografia, com efeito que inverte os tons, conhecido como "efeito negativo" ou Raio X. "Se tudo que víssemos estivesse invertido, o preto seria o branco e o branco seria o preto, o cinza ficaria com inveja por não ser tão extremo, mas se diferenciaria do seu tom, tudo provaria que o que vimos não é realmente o que vimos, e sim o que entendermos ter visto", projeta o autor. "A ilusão de óptica não existiria se o olho humano apenas registrasse as imagens e armazenasse em nossa memória. Precisamos reagir ao que vimos, e a reação depende diretamente do entendimento, cultura e experiência de vida." 

Ivan Schulze nasceu em 1983 em Blumenau. Iniciou na fotografia em 2003 como impressor. Participou de exposições coletivas e individuais, projetos fotográficos destinados às fundações culturais, empresas privadas e museus. Administra oficinas e cursos sobre Arte Fotográfica e Fotograma. Entre as principais exposições e projetos, estão Espaço Sonho, Mostra Fotográfica - Art Fair Europe, em Hannover, na Alemanha, em 2009, e o lançamento do livro Passageiro e Motorista, projeto aprovado pela Lei Municipal de Incentivo a Cultura em 2010. 

Saiba Mais

Abertura da 2ª Temporada de Exposições no MAB
Data: quinta-feira, dia 5 de maio 

Horários:

19h: conversa com os artistas
20h: abertura da 2ª Temporada de Exposições do MAB, declamação de poesias, apresentações do Grupo Barbotina e musical
Visitação: até 19 de junho. De terça-feira a domingo, das 10h às 16h
Visitas mediadas podem ser marcadas pelo telefone 3381-6176
Entrada franca

quarta-feira, 4 de maio de 2016

Magali Robaina expõe 'traços e laços' no Museu de Arte de Blumenau

A concepção dos trabalhos que a artista Magali Robaina traz de Curitiba (PR) para a 2ª Temporada de Exposições do Museu de Arte de Blumenau (MAB) tem início em um processo abstrato, com muitas cores e traços dando unidade ao conjunto. Razão pela qual essa fase recebe o nome de “traços”. Em cada obra, os espectadores visualizam inúmeras figuras, apesar de elas não terem ainda sido criadas concretamente. O lançamento festivo da temporada será no dia 5 de maio, às 19h, na Fundação Cultural de Blumenau. O evento com entrada franca ainda apresenta as obras dos artistas Costa Pereira (Joinville), Diego de Los Campos (Florianópolis), Élcio Miazaki (São Paulo), Ivan Schulze (Blumenau) e Karina Walter (Taubaté), além de obras do acervo do MAB, desta vez homenageando Juarez Porto e Élio Hahnemann.

Segundo Magali, as figuras de sua obra foram se materializando no meio de formas, linhas e cores, cada qual com a sua personalidade e seu traço distinto. Os trabalhos apresentados foram produzidos em acrílico sobre tela. No emaranhado das linhas que unem, embaraçam e definem formas, surgem rostos, com sentimentos no olhar e emoções nas cores, que determinam o sentimento final de uma trajetória, de uma vivência, de uma experiência, que remetem aos momentos vividos em família, aos rostos conhecidos que povoam memórias. “Na representação destes traços, está a essência das afeições que entrelaçam as pessoas e formam laços que atam e unem indivíduos por toda uma vida. E aí está o título traços e laços de família”, observa a gerente do MAB, Mia Avila.

Individuais e coletivas

Magali Tieppo Robaina é natural de Curitiba, onde vive e trabalha. Possui formação em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade Federal do Paraná. Frequentou atelier de pintura do Museu Alfredo Andersen, tendo como orientadores Dalva Lobo, Ronald Simon, Denise Wendler e Luiz Lavalle e desde 2013 frequenta o atelier de Arte Edílson Viriato. Participou de várias exposições individuais e coletivas e foi selecionada nos salões de Arte de Vinhedo (SP), em 2013, e no de Belas Artes de Ponta Grossa, em 2014.

A exposição de Magali e outras sete podem ser conferidas na 2ª Temporada de Exposições do MAB – ano 2016, que tem abertura marcada para a quinta-feira, 5 de maio, com a tradicional conversa com os artistas iniciando às 19h. A noite contará ainda com declamação de poemas por Márgara Hadlich e Val Pergee, representantes da Sociedade Escritores Blumenau (SEB) e apresentação musical pelo OCTET da Banda Municipal de Blumenau.


Serviço

Abertura da 2ª Temporada de Exposições no MAB
Data: quinta-feira, dia 5 de maio

Horários:
19h: conversa com os artistas
20h: abertura da 2ª Temporada de Exposições do MAB, declamação de poesias, apresentações do Grupo Barbotina e musical
Visitação: até 19 de junho. De terça-feira a domingo, das 10h às 16h
Visitas mediadas podem ser marcadas pelo telefone 3381-6176
Entrada franca

Caminhada Cultural percorre Centro Histórico

Para comemorar o Dia Internacional dos Museus, celebrado em 18 de maio, os museus vinculados à Fundação Cultural de Blumenau estão programando uma "Caminhada Cultural" pelo Centro Histórico. Paisagens e entornos que abrigam heranças culturais e influências em termos de arquitetura, costumes, culinária, artes entre outros, serão temas abordados pela diretora do Patrimônio Histórico e Museológico, professora Sueli Petry. A iniciativa conta com o apoio da Secretaria de Turismo.

O roteiro inclui a Praça Hercílio Luz, o Museu da Cerveja, a Fundação Cultural de Blumenau, o Museu de Arte, o Horto Edith Gaertner, o Cemitério dos Gatos, o Museu da Família Colonial, a Rua das Palmeiras, o Museu de Hábitos e Costumes e a Praça Hercílio Luz. As vagas são limitadas e as inscrições serão aceitas até o dia 13 de maio pelo telefone (47) 3381-6176 ou pelo e-mail gerenciamab@fcblu.com.br

Serviço

O que: Caminhada Cultural
Quando: dia 18 de maio
Horário: 8h às 11h30
Local de saída: Fundação Cultural de Blumenau, na Rua XV de Novembro, 161, Centro
Inscrições: gratuitas devem ser feitas até 13 de maio, pelo telefone 3381-6176 ou e-mail gerenciamab@fcblu.com.br
Vagas limitadas
Sugestões aos participantes: utilizar roupas e calçados confortáveis, chapéu, repelente e protetor solar


MAB faz homenagem a Juarez Porto e Élio Hahnemann

Obras do acervo do Museu de Arte de Blumenau (MAB), que serão expostas na Galeria do Papel, ressaltam a forte expressão no desenho dos artistas Élio Hahnemann e Juarez Porto. O lançamento festivo da 2ª Temporada de Exposições será no dia 5 de maio, às 19h, na Fundação Cultural de Blumenau. O evento com entrada franca ainda apresenta as obras dos artistas Costa Pereira (Joinville), Diego de Los Campos (Florianópolis), Élcio Miazaki (São Paulo), Ivan Schulze (Blumenau), Karina Walter (Taubaté) e Magali Robaina (Curitiba).

O blumenauense Élio Hahnemann, conforme conta sua mãe, dona Regina, tinha apenas 8 anos de idade quando começou a pintar. Dona Regina guarda até hoje as duas primeiras gravuras feitas pelo filho. Em seus 30 anos de atividades artísticas, participou de diversos cursos de aperfeiçoamento, ressaltando-se as valorosas orientações de Reinaldo Manske. Seus temas predominantes eram paisagens, florais, natureza morta e casarios. No desenho utilizava-se do grafite e crayon.

O gaúcho Juarez Porto nasceu em Porto Alegre. Dividia-se entre as artes plásticas e a carreira de jornalista, escritor e promotor cultural. Sempre esteve ligado a atividades no meio artístico e intelectual. Além de sua própria experiência de desenhista e pintor, coordenou a organização de mostras de arte, exposições temáticas de resgates históricos, festivais de música e atuou em teatro como ator e diretor, assim como escreveu roteiros para cinema e para shows, além de uma expressiva produção literária.

Sua carreira jornalística prevaleceu durante bom tempo sobre o desenho e a pintura, e só ao transferir-se para Blumenau, em 1993, passou a desenvolver uma atividade artística mais regular, ora mostrando sua produção em bico-de-pena, ora em técnica mista. Sua temática tendia sempre a se inspirar em detalhes de elementos da natureza, recantos urbanos e casarios da região do Vale do Itajaí. Para ele, tratava-se de uma fonte inesgotável de inspiração. Através de um traço inquieto, recriava o que via, revelando inesperadas formas e visões de cenários cotidianos, despercebidos pela maioria.

Essa e seis outras exposições podem ser conferidas na abertura da 2ª Temporada de Exposições do MAB – ano 2016, marcada para a quinta-feira, 5 de maio, com a tradicional conversa com os artistas iniciando às 19h. A noite contará ainda com declamação de poemas por Márgara Hadlich e Val Pergee, representantes da Sociedade Escritores Blumenau (SEB) e apresentação musical do OCTET da Banda Municipal de Blumenau.

Serviço

Abertura da 2ª Temporada de Exposições no MAB
Data: quinta-feira, dia 5 de maio

Horários:

19h: conversa com os artistas
20h: abertura da 2ª Temporada de Exposições do MAB, declamação de poesias, apresentações do Grupo Barbotina e musical
Visitação: até 19 de junho. De terça-feira a domingo, das 10h às 16h
Visitas mediadas podem ser marcadas pelo telefone 3381-6176
Entrada franca

Museu de Arte expõe trabalhos em nanquim

A temática predominante dos desenhos, feitos em nanquim puro e aguado aplicado com pincéis não convencionais, é o retrato. São composições de seres imaginados compostos por uma linha construtiva guiada pelo formato de um busto humano onde cabe a representação de uma paisagem interna, um estado de ânimo ou de espírito. As obras estão entre os atrativos da 2ª Temporada de Exposições do Museu de Arte de Blumenau (MAB), que abre ao público na noite de quinta-feira, 5 de maio, na Fundação Cultural. A entrada é franca.


Diego de los Campos nasceu em Montevidéu, Uruguai (1971). Vive e trabalha em Florianópolis. Formado em 1997 na Faculdade de Artes da Universidade da República, Uruguai. Desde 1999 no Brasil, expõe regularmente e participa de exposições de arte contemporânea com trabalhos em vídeo, animação, desenho e arte sonora. De 2010 a 2015 foi selecionado em diversos salões como o de Piracicaba, Ribeirão Preto, Arte Pará, Xumucuís, Salão de Natal entre outros. Em 2011 expôs individualmente no Muséu Victor Meirelles, "Simpatia", trabalhos em animação, fotografia e instalação cinética. Desde 2010, se integra ao Coletivo Artístico Nacasa.

Essa e seis outras exposições podem ser conferidas na 2ª Temporada de Exposições do MAB – ano 2016 , que tem abertura marcada para a quinta-feira, 5 de maio, com a tradicional conversa com os artistas iniciando às 19h. A noite contará ainda com declamação de poemas por Márgara Hadlich e Val Pergee, representantes da Sociedade Escritores Blumenau (SEB) e apresentação musical do OCTET da Banda Municipal de Blumenau.

Serviço

Abertura da 2ª Temporada de Exposições no MAB
Data: quinta-feira, dia 5 de maio

Horários:

19h: conversa com os artistas
20h: abertura da 2ª Temporada de Exposições do MAB, declamação de poesias, apresentações do Grupo Barbotina e musical
Visitação: até 19 de junho. De terça-feira a domingo, das 10h às 16h
Visitas mediadas podem ser marcadas pelo telefone 3381-6176
Entrada franca

Costa Pereira é atração no Museu de Arte

“Bichos, acordes e outras superfícies” é o nome da exposição do professor de pintura Luciano Costa Pereira que poderá ser vista a partir da noite desta quinta-feira, 5 de maio, com a abertura oficial da 2ª Temporada de Exposições do Museu de Arte de Blumenau (MAB). O modo de operação do artista paulista radicado em Joinville materializa-se em formatos e suportes variados que exploram indistintamente o desenho, a colagem e a pintura. As composições com recortes, as interferências em livros ou os álbuns de acordes cromáticos pintados por ele têm valores estéticos suficientes como obras autônomas que mantêm relação poética rica e complexa.


Com a curadoria do jornalista e crítico de arte Gleber Pieniz, a exposição de Costa Pereira reforça as funções essenciais da superfície, da linha e da cor no desenho, na pintura e na colagem e conduz os produtos dessas linguagens a uma zona neutra entre a figura e a abstração, lugar de uma experiência visual plana e integral, onde a imagem do conjunto é tão ou mais fascinante quanto a imagem dos detalhes e dá acesso ao universo de temas aos quais o artista faz referência – a história da arte, a azulejaria portuguesa, a iconografia científica, a memória familiar e a cultura pop contemporânea, entre outros.

Em família

Artista visual e professor de pintura na Casa da Cultura de Joinville, Costa Pereira é formado em Design com especialização em Administração Pública e Gerência de Cidades. Natural de Mogi Mirim (SP), e radicado em Joinville, aprendeu com o pai o necessário para iniciar-se no mundo das artes e vem aprimorando esse conhecimento em cursos e oficinas com outros artistas e curadores. Sua trajetória profissional intercala exposições individuais e coletivas com a atuação docente e com a gestão de instituições como o Museu de Arte, a Galeria Municipal Victor Kursancew e mesmo o Sistema de Incentivo à Cultura de Joinville (Simdec).

A exposição de Costa Pereira e outras seis podem ser conferidas na 2ª Temporada de Exposições do MAB – ano 2016, que tem abertura marcada para a quinta-feira, às 19h, com a tradicional conversa com os artistas. A noite contará ainda com declamações de poemas por Márgara Hadlich e Val Pergee, representantes da Sociedade Escritores Blumenau (SEB) e apresentação musical pelo OCTET da Banda Municipal de Blumenau.

Serviço

Abertura da 2ª Temporada de Exposições no MAB
Data: quinta-feira, dia 5 de maio

Horários:
19h: conversa com os artistas
20h: abertura da 2ª Temporada de Exposições do MAB, declamação de poesias, apresentações do Grupo Barbotina e musical
Visitação: até 19 de junho. De terça-feira a domingo, das 10h às 16h
Visitas mediadas podem ser marcadas pelo telefone 3381-6176
Entrada franca