quinta-feira, 15 de dezembro de 2016

FCBlu mantém atendimento dos museus durante férias coletivas


A Fundação Cultural de Blumenau informa que as férias coletivas dos servidores começam nesta sexta-feira, dia 16 de dezembro, com retorno previsto para o dia 23 de janeiro. No último dia de atendimento ao público, o expediente se encerra às 16h. O mesmo horário de encerramento também será adotado pelo Centro Cultural da Vila Itoupava. Nesse período, entretanto, os museus municipais atenderão os visitantes com expediente diferenciado e decoração preparada para esta época do ano. Mas atenção para os dias que os locais não irão abrir as portas no Natal e Ano-Novo.

Os museus de Hábitos e Costumes, da Família Colonial e de Arte (MAB) permanecerão fechados nos dias 24 (véspera de Natal), 25 (Natal), 26 (segunda-feira) e 31 de dezembro (sábado), 1º de janeiro (domingo) e 2 de janeiro (segunda-feira). O Mausoléu Dr. Blumenau, permanecerá fechado nos dias 24, 25 e 31 de dezembro e 1º de janeiro.

Os locais mantidos pela Fundação Cultural de Blumenau guardam a história da cidade e dos antepassados. Além de exposições fixas, esses locais organizam ao longo do ano exposições temporárias com objetos antigos e de arte moderna. As visitas podem ser agendadas de segunda a sexta feira, das 10h às 16h, pelos telefones (47) 3381-7516 e 3381-6176.


Saiba mais

5ª Temporada de Exposições
Museu de Arte de Blumenau (MAB) (Rua XV de Novembro, 161, Centro)
Possibilidades e limitações aprofundadas em condições do cotidiano, do artista Edilson Viriato (Curitiba/PR)
O que te move?, da artista Elisângela Justino (Curitiba/PR)
Signos, da artista Giovana Hultmann (Curitiba/PR)
Composição, da artista Marinice Costa (Curitiba/PR)
Reinvenção de Trajetórias entre Signos, da artista Ropre (Uberlândia/MG)
Visitas: até 17 de fevereiro de 2017. De terça-feira a domingo, das 10h às 16h
Visitas mediadas: agendamentos pelo telefone (47) 3381-6176
Entrada franca

Relíquias do Esporte - Blumenau e suas referências nacionais
Museu da Família Colonial (Alameda Duque de Caxias, 78, Centro Histórico)
Visitas: até 31 de julho de 2017, de terça a domingo, das 10h às 16h
Ingressos: R$ 3 (Inteira). Estudantes e professores pagam R$ 1,50 e crianças com menos de 8 anos e idosos com mais de 60 anos têm entrada franca. Nas quartas-feiras a entrada é gratuita
Telefone: (47) 3381-7516

Bibelôs
Museu de Hábitos e Costumes (no antigo casarão do Comércio de Gustav Salinger, Rua Alwin Schrader, esquina com a Rua XV de Novembro, nº 25, Centro)
Visitas: até março de 2017
Visitas: de terça-feira a domingo, das 10h às 16h
Ingressos: R$ 3 (Inteira). Estudantes e professores pagam R$ 1,50 e crianças com menos de 8 anos e idosos com mais de 60 anos têm entrada franca. Nas quartas-feiras a entrada é gratuita
Telefone: (47) 3381-7979

Misses, Rainhas e Realezas
Indumentárias de rainhas de clubes de caça e tiro, misses de Blumenau e outras titularidades tradicionais da cidade
Museu de Hábitos e Costumes
Visitas: de terça-feira a domingo, das 10h às 16h, até março de 2017
Ingressos: R$ 3 (Inteira). Estudantes e professores pagam R$ 1,50 e crianças com menos de 8 anos e idosos com mais de 60 anos têm entrada franca. Nas quartas-feiras a entrada é gratuita
Telefone: (47) 3381-7979



Assessor de Comunicação: Sérgio Antonello

segunda-feira, 5 de dezembro de 2016

Exposição Signos está no Museu de Artes de Blumenau


A mostra da artista Giovana Hultimann integra a 5ª Temporada de Exposições do Museu de Arte de Blumenau (MAB), que fica aberta à visitação até 17 de fevereiro de 2017, de terça-feira a domingo, das 10h às 16h. Nas obras de Giovana, as formas são o início de um jogo que combina força extrema com a insistência da atitude artística e é assim que o trabalho acontece: romper, molhar, despedaçar e fazer das sobras do precário novas ordens.
Em Signos, o tratamento das obras é absolutamente igualitário, ora pelo contraste, ora pela similaridade da linguagem. A artista usa uma simbologia e aplica grafismos ao depurar formas e definir espaços que transmitem uma determinada concepção de elegância e cosmopolitismo. Com isso, a pintura fica mais ventilada e o olho corre solto pela superfície da tela e aos poucos vai soltando a cor no espaço.
Natural de São Mateus do Sul, no Paraná, Giovana Hultimann reside e trabalha em Curitiba. Esteve na Escola de Música e Belas Artes do Paraná e desde 2009 frequenta o Atelier Arte Contemporânea Edilson Viriato. Durante 10 anos atuou como professora de Educação Artística e já participou de exposições individuais e coletivas, além de salões de arte de Vinhedo e Ponta Grossa.

Saiba mais
5ª Temporada de Exposições no MAB
Visitas: até 17 de fevereiro de 2017. De terça-feira a domingo, das 10h às 16h
Visitas mediadas: agendamentos pelo telefone (47) 3381-6176
Entrada franca

As exposições do MAB
- Possibilidades e limitações aprofundadas em condições do cotidiano, do artista Edilson Viriato (Curitiba/PR)
- O que te move?, da artista Elisângela Justino (Curitiba/PR)
- Signos, da artista Giovana Hultmann (Curitiba/PR)
- Composição, da artista Marinice Costa (Curitiba/PR)
- Reinvenção de Trajetórias entre Signos, da artista Ropre (Uberlândia/MG)

Assessor de Comunicação: Sérgio Antonello