segunda-feira, 30 de março de 2015

MAB abre para visitação noturna
Professores, estudantes de Pedagogia e artistas participam de conversa descontraída sobre arte em horário alternativo oferecido pelo museu.
Um programa diferente: visitar exposições de arte em período noturno. Uma aula em espaço diferente: nas salas do Museu de Arte de Blumenau (MAB). Essa foi a proposta da professora Melita Bona para alunos do curso de Pedagogia da Furb. Foi assim que professora, alunos, equipe do MAB e as convidadas Noemi Kellermann, Maria Salette E.Werling e Radamés Facchi, ingressaram nessa noitada regada a boa conversa e muita arte.
O encontro aconteceu na noite da quinta-feira, 26 de março, com a visitação às exposições A Magia da Cor e da Forna, com obras do artista Roy Kellermann e VivenciaAR-TE, da artista Maria Salette Engels Werling, que acontecem nas salas  Alberto Luz, Galeria do Papel e Especial do Museu de Arte de Blumenau.
A visitação a essas e demais exposições da 1ª.Temporada do ano poderá ser feita até o dia 21 de abril, de terça-feira a domingo, das 10h às 16h, sempre com entrada franca. Visitas mediadas podem ser agendadas pelo telefone (47) 3381-6176.

Serviço
1ª Temporada de Exposições do MAB
Quando: até 21 de abril
Onde: Fundação Cultural de Blumenau - Rua XV de Novembro, 161 – Centro
Visitas mediadas podem ser marcadas pelo telefone 3381-6176
Entrada franca

Agende-se
2ª Temporada: de 7 de maio a 16 de junho
3ª Temporada: de 2 de julho a 23 de agosto
4ª Temporada: de 10 de setembro a 18 de outubro
5ª Temporada: de 5 de novembro a fevereiro de 2016

Assessor de Comunicação: Sérgio Antonello
Estagiários: André Paris e Roosevelt Barbosa

FCB apresenta exposição Magia da Cor e da Forma
Trabalhos são do artista plástico blumenauense Roy Kellermann.A pluralidade tomou conta da Sala Alberto Luz, na Fundação Cultural de Blumenau. De mandalas, relógios antigos, geografias geometrizadas e pontos de fuga impossíveis, a exposição Magia da Cor e da Forma, do artista plástico blumenauense Roy Kellermann, singulariza o ambiente com sua excentricidade. Tendo como curadora Maria Teresinha Heimann, o porte majestoso de suas obras hipnotiza até o mais disperso dos olhares, deixando atônitos todos aqueles que visitam a exposição. A entrada é gratuita e toda a comunidade é convidada a prestigiar.


Serviço
1ª Temporada de Exposições do MAB
Quando: até 21 de abril
Onde: Fundação Cultural de Blumenau - Rua XV de Novembro, 161 - Centro
Visitas mediadas podem ser marcadas pelo telefone 3381-6176
Entrada franca

Agende-se
2ª Temporada: de 7 de maio a 16 de junho
3ª Temporada: de 2 de julho a 23 de agosto
4ª Temporada: de 10 de setembro a 18 de outubro
5ª Temporada: de 5 de novembro a fevereiro de 2016

Assessor de Comunicação: Sérgio Antonello
Estagiários: André Paris e Roosevelt Barbosa

quarta-feira, 25 de março de 2015

Palestra marca Dia da Conscientização do Autismo
Evento está programado para o dia 1º de abril no Auditório Carlos Jardim. As inscrições estão abertas e as vagas são limitadas.

Dia 2 de abril é o "Dia Mundial da Conscientização do Autismo". Pensando na contribuição que o Museu de Arte de Blumenau (MAB) pode conferir a essa data, foi firmada uma parceria com o Centro Dynamis para oferecer aos educadores, coordenadores pedagógicos, diretores, profissionais da área, pais, alunos e público em geral, uma palestra que tratará o tema Autismo: Saúde e Educação. A palestra será no dia 1º de abril, às 19h, no Auditório Carlos Jardim da Fundação Cultural de Blumenau, pelos especialistas Miguel Higuera Cancino e Mirella Cristiane de Souza. Nessa mesma noite, os participantes poderão visitar a exposição Autismo e Identidade, composta por obras criadas por crianças autistas. As inscrições estão abertas e as vagas são limitadas.

A Lei 12.764 de 27 de dezembro de 2012 institui a Política Nacional de Proteção aos Direitos da Pessoa com Transtorno do Espectro Autista. Em seu artigo 3º, IV , garante o acesso da criança autista à educação e ao ensino profissionalizante. A escola precisa se preparar não só para garantir o acesso, mas também a permanência do aluno autista.

Entender o autismo, compreender que o aluno autista processa as informações de maneira diferente, tem resistência às mudanças, sensibilidade ao barulho, entre outras especificidades e necessidades, requer adaptações na rotina escolar e envolvimento em projeto de inclusão, no qual as diferenças devem ser  respeitadas e utilizadas em prol da aprendizagem.


A lei


O ingresso de uma criança autista em escola regular é um direito garantido por lei, como aponta o capítulo V da Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB), que trata sobre a Educação Especial. A redação diz que ela deve atender a efetiva integração do estudante à vida em sociedade. Além da LDB, a Constituição Federal, a Convenção sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência, Estatuto da Criança e do Adolescente e o Plano Viver sem Limites (Decreto 7.61/11) também asseguram o acesso à escola regular.



Saiba mais

O que: Palestra Autismo: Saúde e Educação
Quando: 1º de abril, às 19h
Onde: Auditório Carlos Jardim - Fundação Cultural de Blumenau
Taxa de inscrição: R$ 10
Vagas limitadas

Inscrições e informações adicionais:
E-mail: brunadynamis@gmail.com
Telefones: (47) 3232-7278, 9707-3000 e 9963-1084


Assessor de Comunicação: Sérgio Antonello 

sexta-feira, 20 de março de 2015

Exposição Caleidoscópio Humano é destaque no MAB
Obras de Élcio Miazaki podem ser visitadas na 1ª Temporada de Exposições do Museu de Arte de Blumenau (MAB).
A Exposição Caleidoscópios Humanos continua aberta a visitação no Museu de Arte de Blumenau (MAB). O projeto de instalação do artista visual Élcio Miazaki (SP) permanece na Sala Elke Hering até 21 de abril, mesmo período das demais exposições que integram a primeira temporada este ano. O artista usa espelhos em diferentes jogos de composições (dimensões e ângulos). A construção de caleidoscópios em grandes formatos foi uma forma de voltar os olhares a movimentação externa ao ambiente. A mostra fica aberta ao público sempre de terça-feira a domingo, das 10h às 16h. A entrada é franca.
O projeto de instalação de Élcio Miazaki foi realizado por meio da seleção de residência artística da Casa das Caldeiras – 2013, com uso de superfícies reflexivas (acrílico) causando diferentes composições (dimensões e ângulos). A construção de caleidoscópios em grandes formatos foi uma forma de voltar os olhares às movimentações externas ao ambiente. 
Trata-se de diminuir as barreiras do exterior/interior e levantar questões como a multiplicidade e transitoriedade das imagens. Uma vez construído o jogo de espelhos, no intuito de simular o infinito, o artista encontra relação direta com a montagem de caleidoscópios tradicionais, como lembrança de brincadeiras de infância. O que parece 'desordenado' e 'confuso', encontra organização dentro de uma construção geométrica.
Élcio Miazaki é formado em arquitetura e designer gráfico, e conta que foi preciso realizar muitos testes com materiais diferentes para chegar ao modelo que está exposto no Sala Elke Hering da Fundação Cultural de Blumenau. “O Caleidoscópio é como um camaleão. Em cada local assume um comportamento visual diferente”, afirma.
Serviço
1ª Temporada de Exposições do MAB com lançamento de Livro
Quando: até 21 de abril
Onde: Fundação Cultural de Blumenau - Rua XV de Novembro, 161 – Centro
Visitas mediadas podem ser marcadas pelo telefone 3381-6176
Entrada franca

Agende-se

2ª Temporada: de 7 de maio a 16 de junho
3ª Temporada: de 2 de julho a 23 de agosto
4ª Temporada: de 10 de setembro a 18 de outubro
5ª Temporada: de 5 de novembro a fevereiro de 2016

Assessor de Comunicação: Sérgio Antonello
Estagiários: Andre Paris e Roosevelt Barbosa

sexta-feira, 13 de março de 2015

Artista troca experiências com mediadores do MAB
Trabalhos de Maria Salette Engels Werling em exposição no Museu de Arte de Blumenau repassam 30 anos de experiência no meio artístico.

Filha, mãe, mulher, arte educadora, esposa dedicada e com uma forte sutileza no se expressar. A artista plástica Maria Salette Engels Werling trouxe para a Sala Especial do Museu de Artes de Blumenau (MAB) a ótica sensível de uma trajetória de 30 anos de carreira lapidada pela vivência artística e observações dos relevos, rios, caminhos, profundidades, curvas e cores do vale.
Natural de Taió, no Alto Vale do Itajaí, Maria Salette esteve com os estagiários do MAB André Paris e Roosevelt Barbosa tirando dúvidas e conversando sobre a sua nova concepção evolutiva do suporte da obra, VivenciAR-TE. Os estagiários comentam que foi uma oportunidade única e muito importante para nortear o desenvolvimento de ações educativas e mediação de visitas previstas para esta temporada de exposições.
Maria Salette falou sobre sua trajetória artística iniciada aos 11 anos, quando numa visita a uma exposição foi convidada a conhecer a arte e desde então fez dela seu estilo de vida. Professora de Artes, especialista no ensino da arte no âmbito da educação, a taioense contou que quando começou a cursar Educação Artística na Furb, em Blumenau, no final dos anos 1970, no caminho de Taió para Blumenau, vinha admirando as paisagens pela janela do ônibus, importante momento que veio a contribuir como marca forte da sua sensível construção artística que possui cor, forma e equilíbrio.
Planos de Paisagens
Na terça-feira, dia 17 de março, Maria Salette ministrará no MAB a oficina Planos de Paisagens, que é uma contrapartida social gratuita do projeto VivenciAR-TE aprovado pelo Fundo Municipal de Apoio à Cultura. Tem como objetivo proporcionar aos participantes experiências e conhecimentos da produção artística.
A visitação a essa e demais exposições da temporada poderá ser feita até o dia 21 de abril, de terça-feira a domingo, das 10h às 16h. Visitas mediadas são agendadas pelo telefone (47) 3381-6176.
Saiba mais
Confira as dadas das exposições:
1ª Temporada: em andamento, até 21 de abril
2ª Temporada: de 7 de maio a 16 de junho
3ª Temporada: de 2 de julho a 23 de agosto
4ª Temporada: de 10 de setembro a 18 de outubro
5ª Temporada: de 5 de novembro a fevereiro de 2016


Assessor de Comunicação: Sérgio Antonello 
Estagiários MAB: Andre Paris e Roosevelt Barbosa

segunda-feira, 9 de março de 2015

Público consagra a abertura das exposições do MAB
Atrações da primeira temporada do ano podem ser visitadas até 21 de abril no Museu de Arte de Blumenau.
O público lotou a Fundação Cultural para prestigiar a noite de abertura da primeira temporada de exposições do Museu de Arte de Blumenau (MAB). A programação festiva na noite de quinta-feira, dia 5 de março, contou com a tradicional conversa com os artistas, músicas, autógrafos de livros e homenagens a personalidades de destaque no meio cultural da cidade. As exposições podem ser visitadas até 21 de abril, de terça-feira a domingo, das 10h às 16h. A entrada é franca.

A curadora da exposição Magia da cor de da forma, Teresinha Heimann, destaca que o evento transcorreu de forma bonita e organizada sob a coordenação da gerente do Museu de Arte, Mia Avila. Na avaliação de Teresinha, a participação dos artistas reunidos neste evento consagra a primeira temporada do MAB. “Fizemos nesta noite uma homenagem ao artista plástico catarinense Roy Kellermann, falecido recentemente. Reunimos na exposição obras dele e também promovemos o lançamento do livro Magia da cor e da forma, de autoria de Ely Steininger, organizado por mim através do Instituto de Artes de Blumenau (Inarti) e parceria de Giba Santos que estruturou toda a parte de imagens”.

A escritora Ana Paula Lapolli Isensee autografou "As Janela do Menino", coleção composta por três livros infantojuvenis, contemplada pelo Fundo Municipal de Apoio à Cultura. A Sociedade dos Escritores de Blumenau participou do lançamento da temporada e o maestro da Banda Municipal João Cunico preparou uma apresentação especial com alguns músicos do grupo.

A artista Maria Salette Engels Werling considera muito importante participar da temporada de exposições do MAB porque ocorre justamente durante as comemorações de seus 30 anos de atuação no meio artístico. “Minha exposição faz parte de um circuito que começou na Furb, que foi o local onde iniciei minha trajetória na arte. Foi para a Uniasselvi propositalmente como forma de descentralizar e levar meu trabalho a um público diferente. E a escolha de encerrar aqui no MAB foi por ser nosso local oficial para eventos de arte da cidade”, observa.


Equipamentos


A florianopolitana Roberta Tassinari considera positivo prestigiar os eventos disponibilizados pelos equipamentos culturais no Estado. Ela acha importante sair da Capital e ocupar esses espaços em cidades que possuem movimentação intensa e que proporcionam ambientes e equipes preparadas para receber. “A participação por editais é importante nesse sentido e valoriza também nosso trabalho”, comenta. “A estrutura da Fundação Cultural é ótima, os profissionais e a diretoria são muito solícitos.”

O artista paulista Élcio Miazaki vê a exposição do MAB como ótima oportunidade para expor seu trabalho. Para ele, outro ponto positivo foi o cuidado dos curadores na seleção das peças. “O público poderá visualizar obras que têm algum ponto em comum entre as propostas. E isso me impressionou bastante”, revela. “Por mais que em uma primeira leitura as obras possam parecer diferentes, pelo fato de cada artista possuir uma linguagem e um perfil particular, há pontos em comum”.






Saiba mais


As exposições:

Galeria Municipal Sala Alberto Luz e Galeria do Papel:
Exposição: Magia da cor de da forma
Uma homenagem prestada por Noemi Kellermann, com curadoria de Teresinha Heimann. A mostra conta com obras do artista plástico catarinense Roy Kellermann, representativas de suas diversas séries.


Sala Especial:
Exposição: vivenciAR-TE
Produção artística de Maria Salette Engels Werling, com respaldo do Fundo Municipal de Apoio à Cultura. Compartilha fragmentos da produção dividindo sua trajetória ao longo de 30 anos de arte com a população de Blumenau e região. A mostra apresenta a constante evolução de seu trabalho nas 15 obras que refletem sua identidade artística inspirada nas observações e vivências no vale.


Sala Oficial
Exposição: Reverbera
A exposição da artista visual Roberta Tassinari (Florianópolis) apresenta três grupos de trabalho resultantes de pesquisa que ocorre a partir da experimentação de um material encontrado, através das suas propriedades, ou a partir da busca por um material específico para atender a uma determinada demanda. Interessa à artista investigar a contenção e a expansão da cor a partir das especificidades de diferentes materiais: opacidade, translucidez, peso, leveza e luminosidade.


Sala Elke Hering
Exposição: Caleidoscópios humanos
Projeto de instalação do artista visual Élcio Miazaki (SP), com uso de espelhos em diferentes jogos de composições (dimensões e ângulos). A construção de caleidoscópios em grandes formatos foi uma forma de voltar os olhares à movimentação externa ao ambiente. Trata-se de diminuir a barreira exterior/interior e levantar questões como a multiplicidade e transitoriedade das imagens. Uma vez construído o jogo de espelhos, no intuito de simular o infinito, ele encontra relação direta com a montagem de caleidoscópios tradicionais, como lembrança de brincadeiras de infância. O que parece 'desordenado' e 'confuso', encontra organização dentro de uma construção geométrica.


Serviço:

1ª Temporada de Exposições no MAB

Visitação: até 21 de abril. De terça-feira a domingo, das 10h às 16h
Visitas mediadas podem ser marcadas pelo telefone 3381-6176
Entrada franca



Assessor de Comunicação: Sérgio Antonello


postada em 06/03/2015 17:14 

Obras mesclam vivências e paisagens
Exposição "vivenciAR-TE', patrocinada pelo Fundo Municipal de Apoio à Cultura, estreia dia 9 de setembro na Furb.

A exposição vivenciAR-TE gestada pelas observações e vivências da artista plástica e arte-educadora Maria Salette Engels Werling pode ser vista a partir de terça-feira, dia 9 de setembro, na Universidade Regional de Blumenau (Furb). A mostra compartilha histórias com a população de Blumenau e região, artistas, escolares e professores de arte, visto que a artista completou recentemente 30 anos de trajetória nesse meio. Também parte da programação, a Oficina Planos de Paisagens ocorre no dia 27 de setembro, das 9h às 12 h e das 14h às 17h. As inscrições podem ser feitas na Divisão de Cultura da Furb.

Patrocinada pelo Fundo Municipal de Apoio à Cultura, a exposição apresenta 15 obras produzidas em acrílico sobre tela, evidenciando a metamorfose dos suportes que passam do formato tradicional aos recortes e chegam a volumes diferenciados, proporcionando a ideia de tridimensionalidade. Com linhas, cores e formas recriadas, obras são apresentadas em formato retangular, trabalhadas com verdes, azuis e ocres da terra, procurando salientar as nuances da natureza.

Numa evolução da concepção dos suportes, surgem obras que apresentam uma característica peculiar: cada suporte é pensado e recortado criando intervalos projetados para interagir com o ambiente. Este é visto como extensão da obra de arte, rompendo com os limites tradicionais do suporte, buscando propiciar a amplitude do olhar do expectador na relação obra e ambiente.

Dos suportes tradicionais, passando pelos recortes criados através dos intervalos, surgem novas obras, compostas de fragmentos com volumes e cores diversificados, evidenciando assim a profundidade e o relevo do vale numa perspectiva em 3D. Finalizando a exposição, a realizar-se na Furb, a artista ministrará a Oficina Planos de Paisagens com acesso gratuito ao público interessado. “Minhas raízes estão mergulhadas na natureza, de maneira especial no vale”, comenta Maria Salete. “Desde a infância as formas, as cores, a vegetação nativa ou os espaços cultivados, enfim, a anatomia da natureza me proporciona momentos da mais absoluta serenidade e reflexão. Essas reminiscências manifestam-se em minhas obras. O tema não poderia ser outro senão fixar e recordar cenas da terra. Estas são transpostas para fora da realidade; transformam cores e detalhes físicos da paisagem, na definição de planos em função de uma reflexão sobre o meio ambiente”, finaliza.



Saiba mais

O que: Exposição vivenciAR-TE
Local: Salão Angelim - Biblioteca Central da Furb
Data: 9 de setembro a 4 de outubro
Abertura: 9 de setembro, às 20h
Oficina Planos de Paisagem: 27 de setembro, das 9h às 12 h, e das 14h às 17h
Inscrições: podem ser feitas na Divisão de Cultura da Furb


Assessor de Comunicação: Sérgio Antonello


terça-feira, 3 de março de 2015

MAB reabre temporada de exposições
As atrações artísticas serão apresentadas ao público em noite festiva nesta quinta-feira.

A primeira temporada de exposições do Museu de Arte de Blumenau (MAB) começa quinta-feira, dia 5 de março, com a tradicional conversa com os artistas e curadores. A noite festiva também terá música ao vivo e o público poderá usar o microfone e os instrumentos para demonstrar seus dotes artísticos. As exposições podem ser visitadas de terça-feira a domingo, das 10h às 16h. A entrada é franca.

A temporada contará com a exposiçõe "Magia da cor e da forma", uma homenagem que Noemi Kellermann, com curadoria de Teresinha Heimann, presta ao artista Roy Kellermann que nos deixou em fevereiro de 2014. Maria Sallete Engels Werling, em comemoração aos 30 anos de sua trajetória profissional, apresenta a mostra "vivenciAR-TE", fruto de projeto aprovado pelo Fundo Municipal de Apoio à Cultura.

"Reverbera" é o título da exposição que a artista Roberta Tassinari traz de Florianópolis e, para completar a lista de atrações, o paulistano Elcio Miazaki apresenta seu trabalho batizado de "Caleidoscópios humanos".

A noite de abertura das exposições contará, além da conversa com artistas e curadores, com uma homenagem ao artista Roy Kellermann. Na festa, será lançado o livro Roy Kellermann A Magia da cor e da forma, de autoria de Ely Steininger, organização do Inarti e promoção de Noemi Kellermann.

Ana Paula Lapolli Isensee estará autografando seu Livro "As Janela do Menino", coleção composta por três livros infanto-juvenis, contemplada pelo Fundo Municipal de Apoio à Cultura. A Sociedade dos Escritores de Blumenau participa da homenagem e o maestro da Banda Municipal João Cunico fará uma apresentação especial com alguns músicos do grupo. Durante a noite, o microfone estará disponível para os interessados em demonstrar seus talentos musicais. Assim como alguns instrumentos ficarão disponíveis para amigos e artistas que desejarem abrilhantar o evento.


Saiba mais

As exposições:

Galeria Municipal Sala Alberto Luz e Galeria do Papel:
Exposição: Magia da cor de da forma
Uma homenagem prestada por Noemi Kellermann, com curadoria de Teresinha Heimann. A mostra contará com obras do artista plástico catarinense Roy Kellermann, representativas de suas diversas séries. "Retratamos neste conjunto aspectos importantes da arte de Roy, com imagens das formas geométricas e cores com técnicas do óleo e acrílico sobre tela. Os diversos temas abordados pelo artista expressam sua visão sobre os geométricos”, diz Teresinha.

No Salão Especial acontecerá a Exposição: vivenciAR-TE
Produção artística de Maria Salette Engels Werling, com respaldo do Fundo Municipal de Apoio à Cultura. Compartilha fragmentos da produção dividindo sua trajetória ao longo de 30 anos de arte com a população de Blumenau e região. A mostra apresenta a constante evolução de seu trabalho nas 15 obras que refletem sua identidade artística inspirada nas observações e vivências no vale. 


Sala Oficial
Exposição: Reverbera
A exposição da artista visual Roberta Tassinari (Florianópolis) apresenta três grupos de trabalho resultantes de pesquisa que ocorre a partir da experimentação de um material encontrado, através das suas propriedades, ou a partir da busca por um material específico para atender a uma determinada demanda. Interessa à artista investigar a contenção e a expansão da cor a partir das especificidades de diferentes materiais: opacidade, translucidez, peso, leveza e luminosidade.


Sala Elke Hering
Exposição: Caleidoscópios humanos
Projeto de instalação do artista visual Élcio Miazaki (SP), com uso de espelhos em diferentes jogos de composições (dimensões e ângulos). A construção de caleidoscópios em grandes formatos foi uma forma de voltar os olhares à movimentação externa ao ambiente. Trata-se de diminuir a barreira exterior/interior e levantar questões como a multiplicidade e transitoriedade das imagens. Uma vez construído o jogo de espelhos, no intuito de simular o infinito, ele encontra relação direta com a montagem de caleidoscópios tradicionais, como lembrança de brincadeiras de infância. O que parece 'desordenado' e 'confuso', encontra organização dentro de uma construção geométrica.






Serviço:

Abertura da 1ª Temporada de Exposições no MAB
Data: 5 de março, quinta-feira

Horários:
19h: conversa com os artistas/curadores
20h: abertura da 1ª Temporada de Exposições do MAB, com noite de autógrafos dos livros e apresentações artísticas
Visitação: até 21 de abril. De terça-feira a domingo, das 10h às 16h.
Visitas mediadas podem ser marcadas pelo telefone 3381-6176
Entrada franca


Assessor de Comunicação: Sérgio Antonello
Estagiários: Andre Paris e Roosevelt Barbosa